Follow by Email

quinta-feira, 28 de abril de 2011

“Durante a Minha missão no mundo, necessitava tanto de auxílio como necessitais ainda hoje em dia. Mas no homem reside a tendência do ímpeto intempestivo, de agir sem dar-se a um necessário recolhimento. Para novamente carregar-se na Fonte Cósmica, deveis recordar-vos de que muitas vezes “subi à montanha” para orar.Nenhum discípulo terá duradoura ajuda nos trabalhos espirituais, enquanto não compreender e observar a necessidade de arranjar tempo para suas meditações, isto é, afastar-se do mundo e, sem ser perturbado, ENTRAR NO GRANDE SILÊNCIO para atrair da Fonte Divina todo o Bem possível e a necessária força para sua espiritualidade.” Com Amor, Jesus

CURVAS DA VIDA "NÃO IMPORTA O QUE VOCÊ PEDIR, É APENAS UMA VISÃO MICROSCÓPICA DAQUILO QUE DEUS DESEJA LHE DAR." Você já se perguntou por que a estrada tem curvas? Por que é que todas as estradas não são retas? Por que é que as ruas da cidade sobem, descem e dobram esquinas? As curvas da estrada nos dão a oportunidade de ir vendo um pouquinho de cada vez. À medida que vamos avançando, ganhando terreno, um pouco mais nos é revelado. É assim que a vida funciona. Ela vai lhe dando aquilo com que você consegue lidar em pequenas doses, mesmo quando você acha que agüentaria mais. Isso é o que chamamos de graça de Deus. Onde quer que você se encontre, é exatamente onde precisa estar. Mesmo quando você queria estar em outro lugar, em circunstâncias diferentes, a vida sabe que você provavelmente não conseguiria lidar com a outra situação. Deepak Chopra escreveu: "Sejam quais forem os relacionamentos que você atraiu para dentro de sua vida, numa determinada época, eles são os relacionamentos de que você precisava naquele momento." Quando você estiver preparada para fazer uma coisa nova, de uma maneira nova, você fará, com pessoas novas. Há gente à espera da pessoa na qual você está se transformando. É provável que você ainda não esteja pronto para conhecê-las. A cada momento específico, cada um de nós está passando pelo processo de ser e de se tornar. Estamos aprendendo o máximo que podemos. A estrada tem curvas e estamos sendo preparados para lidar com o que nos aguarda a cada curva. Obrigada meus Deus por ter feito as curvas da estrada! Obrigada por nos amar o suficiente para nos dar apenas aquilo com que conseguimos lidar no momento em que acontece! Obrigada meu Deus, por permitir que o curso do processo da vida seja lento e suave. "DEUS QUER O MELHOR PARA VOCÊ E SÓ DEUS SABE O QUE É MELHOR PARA VOCÊ." autoria: Iyanla Vanzant

Comandante Geral tem carro mais luxuoso que o Governador, alem disso o Comandante comprou mais 61 Vectras para atender os coronéis da corporação PM paulista compra carros de luxo para oficiais * Agência Estado AE O comandante-geral da Polícia Militar (PM) de São Paulo, coronel Alvaro Batista Camilo, comprou, por R$ 2,8 milhões, um Captiva para ele e 61 Vectras para atender os coronéis da corporação. Classificado como um utilitário esportivo de luxo, o Captiva do comandante saiu por R$ 92,9 mil e permite que ele compareça a seus compromissos e vá da casa ao trabalho em um carro mais caro e luxuoso que o usado pelo governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), que normalmente utiliza Vectra ou Corolla. O jornal O Estado de S. Paulo flagrou na terça-feira o coronel em seu carro quando chegava a um encontro na zona norte da capital paulista. A seis quilômetros dali, Alckmin subia em um Vectra preto após uma solenidade na zona leste. O governador abriu mão dos Ômegas blindados contratados por seu antecessor, José Serra (PSDB). Seu exemplo foi seguido pelo delegado-geral, Marcos Carneiro Lima, que se desfez de três Vectras e duas Blazers que serviam à chefia da Polícia Civil - ele mantém um Vectra e duas Blazers. Os carros são usados agora na apuração de crimes. Além disso, na Civil só diretores de departamento - 20 dos 132 delegados de classe especial - têm carro descaracterizado. A compra do Captiva e dos Vectras para todos os coronéis é polêmica ainda por causa da legislação sobre o uso de veículos por autoridades no Estado. Ela estabelece hierarquia de carros de acordo com o cargo. O governador e o vice (Grupo Especial) têm direito aos carros mais caros. Depois, vêm os secretários (Grupo A) e, por último, as autoridades do Grupo B, entre as quais estão o comandante e o delegado-geral. Portaria de junho de 2010 diz que o Captiva só pode ser adquirido como veículo de prestação de serviço. Defesa Fazia mais de uma década que coronéis da PM não tinham veículos descaracterizados, sem as cores da polícia. À reportagem, o coronel Camilo disse que a compra dos carros foi feita porque coronéis são executivos e não podem andar em viaturas para não serem parados a toda hora para atender às ocorrências. Em nenhum momento alegou razões de segurança. De fato, nenhum dos veículos é blindado. A PM tem 57 coronéis. A escolha pessoal do Captiva não foi, diz Camilo, opção pelo luxo, mas sim pelo conforto de quem, por necessidade do ofício, passa boa parte do dia sentado no veículo, entre um compromisso e outro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Por que o policial deve ganhar ‘bem’?

A central de operações informa que um veículo da marca “X” de cor “Y” acaba de efetuar um assalto em determinada localidade. Informa ainda que o carro suspeito encontra-se nas proximidades de onde a viatura da guarnição “Z” está. A placa é desconhecida, mas a guarnição acaba encontrando um veículo “X” de cor “Y”, semelhante à descrição da central, passando devagar ao lado da viatura. A película nos vidros é escura, e não dá sequer para saber quantos ocupantes estão no veículo.
Neste momento, o que a guarnição policial deve fazer? Atirar no veículo suspeito – correndo o risco de acertar em inocentes ou mesmo em criminosos que não estejam esboçando reação? Acompanhar o veículo, correndo o risco de ser vítima de um disparo de arma de fogo? Realizar a abordagem ao veículo, fazendo com que os criminosos percebam que já foram identificados pela polícia?
A situação descrita ocorre cotidianamente na atuação policial, um dilema que envolve o risco da própria vida, e de pessoas inocentes. Quanto o leitor acha que vale o trabalho de quem se dispõe a passar por um risco do tipo?
Voltando à ação, digamos que tudo tenha dado certo. A guarnição realizou a abordagem, fez a busca no veículo, encontrou o fruto do roubo e as armas de fogo utilizadas no crime. Os suspeitos são presos em flagrante. Na delegacia, um dos policiais reconhece um dos presos como sendo seu vizinho, num bairro de periferia em que mora. A situação constrange o policial, que mesmo tendo cumprido seu papel legal, teme por uma possível represália do infrator.
No Brasil, e talvez no mundo, a desestrutura social é mãe do cometimento de certos tipos de delitos, notadamente aqueles que possuem em seu modus operandi a violência física, às vezes letal. O policial que reside em locais vulneráveis à criminalidade, corre o risco de ser vítima daqueles que vêem nele o inimigo em potencial.
***
Um outro policial, alguns dias depois da prisão, ao pegar um ônibus coletivo para se deslocar a sua residência, encontra um outro integrante da quadrilha que prendeu – provavelmente solto mediante algum remédio jurídico que ignora a periculosidade de alguns criminosos. Os pontos vão passando e o policial torce para que possa chegar logo em sua casa.
Porém, em determinado momento da viagem, um assalto é anunciado, e, aparentemente, o sujeito preso outrora está fazendo a segurança dos assaltantes. Se você fosse o policial, caro leitor, estando armado ou não, o que acha que faria?
A melhor resposta para a pergunta seria “não estaria ali”. Provavelmente, se o policial estivesse em seu veículo particular, teria reduzidas as chances de passar por uma situação do tipo, pois além do controle das pessoas que entram em seu carro, os cuidados e atitudes preventivas na direção podem ajudar a evitar roubos e furtos.
***
O policial chega a atuar como pedagogo, psicólogo e socorrista. Sem ter tempo hábil para consultar compêndios ou conselheiros, deve decidir rapidamente o que falar ou fazer em cada ocorrência, que pode ser num prédio de luxo no espaço imobiliário mais caro do país ou mesmo em meio à lama ou em ambiente rurais. O policial precisa entender o poliglota e o analfabeto, e dele é exigido o tratamento comum a ambos enquanto cidadãos.
Por esses e outros tantos aspectos, julgo que o policial deve ser “bem remunerado”, mesmo achando que não há valor que pague a exposição da vida própria e a salvação da vida alheia. Ser “bem remunerado” é dar o mínimo de dignidade a esses homens e mulheres que devem morar bem, se transportar bem e ter condições de frequentar, junto com sua família também sujeita a represálias, lugares adequados a sua atividade profissional.
A complexidade da atuação policial e o risco inerente a ela, impossível de se eliminar completamente, são justificativas plausíveis para que os policiais, mais do que qualquer outra categoria profissional, sejam bem remunerados. Este é um dos primeiros passos para o início de uma segurança pública de qualidade no país.

DESRESPEITO PARA COM A SEGURANÇA E O POVO PERNAMBUCANO!!!!!!!!!!!!!!! E agora! Quem mandou confiar? A Assembléia com caminhada não estava marcada para o dia 12, quem mandou Adiar? Quando divulguei o Oficio enviado aos Agentes Penitenciários pela Secretária de Administração onde a mesma dizia aos Agentes Penitenciários: "Neste sentido, reafirmamos, uma vez mais que um eventual atendimento as reivindicações de natureza econômico-financeira continua projetado para o mês de junho vindouro, data-base do funcionalismo publico estadual" Governo descumpre acordo e Assembléia Geral é mantida Imprensa Publicado: 28/04/2011 às 11:25:01 Desrespeito, decepção. De última hora, o Governo do Estado convocou os líderes das entidades representativas para uma reunião no final da tarde desta quarta-feira (27/04) e anunciou ainda não ter uma definição quanto ao aumento salarial dos policiais e bombeiros militares. Diante desta atitude, a Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados (ACS – PE) anuncia: agora, mais do que nunca, está mantida a Assembléia Geral desta sexta-feira (29/04). Vamos mostrar a nossa força! Ativos e Inativos, Praças e Oficiais, familiares e amigos todos juntos devem comparecer a Praça do Memorial de Medicina, ao lado do Quartel do Derby, a partir das 14 horas. Vamos definir que movimento faremos. Tudo depende da nossa união. Compareçam! Vamos dar uma resposta a irresponsabilidade do Governo do Estado. Fonte: ACS PE

DESSA VEZ FOI O GOVERNO QUE NÃO CUMPRIU O ACORDO E FICARÁ POR ISSO MESMO


" O acordo, as negociações, as entidades representativas, a mesa de negociação,nada disso: O governo descumpriu e quebrou todos os acordos."

"Hoje dia 28/04/11 houve passeata dos Agentes Penitenciário, amanhã 29/04/11 será a nossa, não tem mais GT's nas Unidades suficientemente, os PM's Viraram ASP."

" Lembra que foi divulgado nesse blog que a PM seria a Primeira Que o Governo resolveria o Problema salarial e que seria a mais bem paga do Brasil????"

" Foi provado agora que aquele prazo a perder de vista para estudar o aumento PM, foi tudo Balela."

Representantes dos movimentos sindicais dos Bombeiros e Policiais Militares de Pernambuco realizam, na manhã desta quarta-feira (27), uma panfletagem para convocar a categoria para a Assembleia Geral na próxima sexta-feira (29) e informar à população sobre a pauta de reivindicações. A manifestação pacífica ocorre em frente ao quartel da PM, na Praça do Derby, no bairro homônimo, área central do Recife. A categoria reivindica do Governo, entre outros itens, um aumento salarial com equiparação ao aplicado à Polícia Civil do Estado. Outros pedidos feitos pela categoria no documento apresentado ao Governo do Estado estão o fim da política de gratificações e a mudança do sistema de remuneração para subsídio. Eles querem ainda a equiparação dos salários dos aposentados, ativos e pensionistas, elevando o piso inicial do soldado para R$ 3,5 mil. Fonte: NE10 ANTIGO JC ON LINE

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Álcool, jovens e propaganda Por Danillo Ferreira Já escrevi aqui sobre a irresponsabilidade vigente na falta de controle sobre as propagandas de bebidas alcóolicas no Brasil, que sequer deveriam existir, reduzindo a hiperpositivação do álcool como única via de diversão para as pessoas, que procuram seguir os padrões das belas celebridades que encenam as produções publicitárias – mulheres e homens com corpos esculturais que, se bebessem como boa parte do público influenciado por eles, provavelmente estariam com outra estrutura física. Outras associações falaciosas são feitas, como aquela que diz que ‘futebol e cerveja’ tem tudo a ver, quando vemos craques do esporte mais adorado pelos brasileiros com a carreira degradada principalmente por sua relação irresponsável com o álcool. Sem falar no banho de sangue que os acidentes e incidentes envolvendo o álcool dá no país, tudo omitido e escondido nas propagandas, inclusive aquelas “chapa branca” de prevenção, divulgadas pelo governo. Leia mais. Fonte: Blog Abordagem Policial

Comando do 17º BPM em Pernambuco pede promoção aos Hérois de Araçoiaba " Em tempo. Desde o dia posterior que aconteceu o fato, o Comando do 17° BPM encaminhou documento a Comissão de Promoção de Praças, sugerindo a Promoção dos Três PM's ( o 2° Sargento, o Cabo e o Soldado) à ( 1° Sagento, a 3° Sargento e a Cabo), o documento, Consulte o Comando do 17° BPM, já se encontra na supracitada comissão, seguindo todos os ritos, para subsequente apreciação pelo excelentissímo Sr. Comandante Geral da PMPE." "Esses homens merecem toda consideração e respeito de todos companheiros" "Os nomes desses PM"s por questões de Segurança não serão divulgados, pois estão recebendo ameaças de Mortes por parte dos Bandidos." Por fim o Sargento Ricardo reconhece todos os Esforços deste Comando Geral no Sentido de buscar legalmente sempre o bem comum da Familia Policial e de todos os nossos companheiros, independente de Postos ou Graduação.

ESTAMOS JUNTOS PELO SUBSIDIO E PROPOSTA SALARIAL DIA 29 DE ABRIL AS 15:00 HORAS NO MEMORIAL DE MEDICINA Vamos comparecer para decidirmos o nosso destino, não deixe de participar. Buscamos respeito, tratamento digno e reconhecimento pelo trabalho realizado. NÃO TENHA POSTURA DE PATETA, o oficial não deve ser omisso, vamos resgatar nossa dignidade dentro do Sistema de Defesa Social

DIGNIDADE SALARIAL A simplicidade de ser bombeiro é tão complexa que às vezes até assusta, homens comuns que dão suas próprias vidas desafiando o anormal, o atípico, o espantoso, pessoas que estão preparadas e prontas para tudo, não são super heróis, só contam com a proteção divina, são apenas escolhidos para salvar, seres humanos que tem famílias, comem e bebem como qualquer um, sonham, ficam doentes, perdem entes queridos, são normais! Quando todos correm do sinistro o bombeiro entra e procura salvar vidas, entram com o coração e a vontade somada à experiência, um afogado, uma pessoa caída, uma colisão de carros, uma explosão e um simples gato na arvore, dentre outros socorros que a maioria das pessoas desconhece, e não fazem questão de apresentar, os ocultismos de suas ações os tornam queridos, amados, totalmente extasiados pelo simples fato de salvar, quando se deparam com uma tragédia deixam os sentimentos de lado, olham uns para os outros e nada falam, pois sabem exatamente o que tem que fazer, SALVAR VIDAS, estão diariamente numa guerra a favor da vida, não usam armas, usam simplesmente amor ao próximo! Eles precisam de ajuda! A sua dignidade esta doente, estão sendo deixadas de lado, as suas famílias estão apelando por um salário digno, eles tem o pior salário do Brasil, eles são os melhores entre os melhores, com 97% de aceitação da população, será que não terão um reconhecimento por parte de seus governantes! Nunca deixam a população pagar por atitudes de seus governantes, nunca irão parar em respeito à vida da população, mas irão agir em silêncio e às vezes ecoar um grito de guerra pelo simples fato de jogar suas emoções para fora, eles precisam de seu apoio, eles precisam que vocês gritem por eles, eles sempre fizeram por onde merecer a sua aceitação, mas hoje quem precisa de ajuda são eles, gritem por eles, espalhem essa informação para todos que vocês conheçam, ajude-os, pois se vocês precisarem algum dia deles saiba que vão ajudar!!!!

Policial Militar morre após ser baleado com quatro tiros em Vitória de Santo Antão/PE Postado por V&C Artigos e Notícias às 16:55 Um policial militar foi assassinado a tiros na tarde desta terça-feira (25) no município de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata de Pernambuco. Luiz Carlos da Silva, 43 anos, foi alvejado com quatro tiros no Terminal Rodoviário da cidade. Após os disparos, testemunhas chamaram a polícia, que conseguiu prender José Geovani da Silva, 43 anos, que atirou no policial. Na Delegacia de Vitória de Santo Antão, durante depoimento à delegada Maria Bethânia Tavares, José Geovani confirmou ter atirado no policial, mas não revelou a motivação do crime. O suspeito ainda disse que teria sido pago para matar Luiz Carlos. O policial ainda foi socorrido para o Hospital João Murilo, que fica em Vitória, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Com informações de Raphael Guerra

O SERVIÇO POLICIAL MILITAR E O EXCESSO DE HORAS TRABALHADAS" A Constituição de 1988, ao estabelecer a carga horária máxima de trabalho quis com que o empregador ficasse adstrito às 44 (quarenta e quatro) horas semanais, sob pena de ter que pagar horas extras a seus funcionários. No caso dos policiais militares dos Estados, verificamos a existência de normas diferenciadas. No Estado de Goiás a lei determina a jornada mínima de 40 (quarenta) horas semanais, em contrapartida, não há norma que estipule a carga horária máxima. Neste diapasão, justificam a exigência do mínimo em lei porque assim como no Exército os militares podem agir a mando de seus Comandantes e Governantes a qualquer momento em qualquer hora do dia, desde que, haja uma crise que exija a utilização não rotineira de um efetivo maior para garantir a ordem, salvar vidas e manter a lei, sem qualquer ônus referente ao excesso de horas trabalhadas para o Estado. Só há um problema com a norma é que esta excepcionalidade virou regra para as policias dos Estados. Em Goiás estamos vivendo um Estado de ordem social aceitável e, não se faz necessário a ultrapassagem do mínimo de 40 (quarenta) horas, exceto pela necessidade de contratação de mais homens, o que não significa emergência ou crise, mas, falta de planejamento Estatal. Os militares dos Estados suportam cargas excessivas de trabalho e a falta de efetivo pressiona os Comandos a estabelecerem jornadas que vão além das 44 (quarenta e quatro) horas semanais, tudo isso, sem a devida remuneração pelo trabalho extra realizado. Chegamos ao ponto de editarmos leis que regulamentaram o serviço voluntário por tempo determinado a fim de resolvermos o problema de efetivo no âmbito da Corporação Militar de Goiás[1], contrariando normas constitucionais que exigem a necessidade de excepcional interesse público[2]. Com o fim dos famosos "boinas azuis" instituídos pela lei 14.012/01, promulgamos em seguida a lei 15.125 de 25 de fevereiro de 2005 que regula o serviço voluntário fora da jornada normal de trabalho, mediante retribuição pecuniária específica, ou seja, um "salário virtual" que não irá englobar o que hoje denominamos de subsídio, tudo isso para que o Estado não suporte uma contratação em massa de policiais militares. Entretanto, quem paga os prejuízos deste excesso de carga horária não é só o militar, mas, toda sociedade que não terá uma prestação de serviço à altura de suas exigências, pois, teremos nas ruas policiais cansados e "estressados" em suas atividades. Queremos uma polícia de 1º (primeiro) mundo, mas não tratamos nossos policiais com a mesma dignidade destes países. A PMGO (polícia militar de Goiás), pode optar por uma carga horária mínima de 40 (quarenta) horas semanais, entretanto, isto exige um estado de ordem social, que historicamente nunca existiu, logo, se estamos há décadas em estado de exceção ou crise que justifique a extrapolação deste mínimo trabalhado a patamares além dos estabelecidos constitucionalmente pelo trabalhador comum, porque então adotarmos o mínimo se o máximo virou regra e não exceção? Tamanha injustiça se perdura há décadas, portanto, nada mais justo do que a fixação exata da jornada máxima de trabalho para o militar nos períodos de ordem social, pois, aquilo que ultrapassá-la será levado em consideração para o pagamento das horas-extras ou de uma possível compensação de horas. Sabemos que o regime militar, obriga ao exercício de escalas extraordinárias, mas, isso deve ser plenamente justificado, através dos estados de exceções, os quais são decretados pelos nossos chefes de governo, isso não tira o direito de qualquer Comandante convocar extraordinariamente o militar para determinada missão, desde que, nessa convocação exista motivação e nela haja necessidade e urgência, pois, do contrário teremos necessariamente de pagar pelo trabalho extra. O que verdadeiramente falta em todos os Estados, é um rígido controle das horas trabalhadas dos militares. Sem a devida limitação ao direito discricionário dos chefes de governos e comandantes militares de exigirem em tempo de ordem social o exercício de uma jornada não superior as 44 (quarenta e quatro) horas semanais permitidas pela Constituição, não será atingida a dignidade humana destes trabalhadores. Tudo isso é fácil quando sabemos que basta especificarmos em lei que as horas extraordinárias motivadas por crises, não geram direito as horas-extras. A partir de então será garantido a todos um tratamento digno, pois, sabemos que não estamos sempre em momentos de crise! O controle mais rígido das Escalas de Serviço, e adoção de equipamentos de registros de entrada e saída, assim como nas empresas particulares garante maior efetividade e controle da jornada excedente. Todos querem o uso destas tecnologias para se fazer justiça, exceto àqueles que sabem retirar do caos e da desordem o proveito próprio. Vejamos uma breve síntese da jornada de trabalhador comum e do militar : Trabalhador Regido pela CLTJornada Horas semanais Horas mensais Y08 (oito) horas diárias 44 horas 176 horas MILITAR Jornada de trabalho Horas semanais Horas mensais MILITAR 12X36 48 horas inclusive domingo (diurno) 180 horas MILITAR 12x24 36 horas engloba trabalho noturno 240 horas mensais. Considerando 20% ( com 20 (vinte) serviço no mês) MILITAR 24X48 Variação de dois a três serviços na semana inclusive feriados 240 hs mensais com 10 serviços no mês MILITAR Expediente 36 horas 144 hs mensais Na PM há vários tipos de escalas entre elas : 12x36; 24x48 , 12x24 e 24x72, inserimos o Quadro acima tão somente para fixar um parâmetro comparativo entre o trabalhador militar e o trabalhador regido pela CLT ( Consolidação das Leis Trabalhistas) que trabalha 176 (cento e setenta e seis) horas mensais e que quando laboram acima deste patamar recebem de seu empregador horas-extras. Desta feita, constatamos que quando o militar do Estado de Goiás, não trabalha as 40 (quarenta) horas mínimas este é obrigado a completá-la através do famigerado Banco de Horas[3], entretanto, a mesma justiça não é vista em favor daqueles que trabalham em regime de escalas. Na jornada 12x36 nossos militares trabalham cerca de 180 (cento e oitenta) horas mensais, ou seja, 4 (quatro) horas a mais que um trabalhador comum trabalha isso sem contar que estas escalas não contam a hora noturna como sendo de 52 (cinqüenta minutos e 30 segundos), ou seja, o período de 12 (doze) horas trabalhadas no período noturno equivaleria a aproximadamente 2 (duas horas) a mais por dia de serviço, em resumo nosso militar está trabalhando aproximadamente 20 (vinte) horas ao mês e a mais do que aqueles que exercem escalas diurnas, acaso considerássemos que a hora noturna equivalesse a 52(cinqüenta e dois) minutos e trinta segundos. Tendo em vista que eles irão receber o mesmo salário no final do mês, isto é extremamente injusto. Nas escalas 24x48 e 12x24, o trabalhador militar labora cerca de 240 horas mensais; na terceira escala 24x72 o militar trabalha cerca de 192 (cento e noventa e duas horas) no mês. Portanto, concluímos para a felicidade do Estado, que o regime adotado de escala está em descompasso com o que prevê nossa Carta Maior, pois, este limite fere a dignidade humana insculpida como direito fundamental. A carga horária máxima trabalhada, não foi estipulada por acaso no texto constitucional, sendo sua extrapolação um direito excepcional que não deve ser exercido por ninguém sem que haja limites legais para o seu exercício, o que engloba todos os trabalhadores inclusive o militar, mesmo sendo regido por leis especificas que não engloba o direito de jornada máxima. Ademais no quadro analítico já proposto não consideramos o número de feriados nacionais no Brasil e mesmo os feriados regionais, para assim auferirmos uma comparação real entre o trabalhador que exerce atividade de expediente e o Trabalhador Militar que exerce regime de escalas ininterruptas de serviço. Portanto, a idéia de que o miliciano trabalha pouco é mera especulação. Em 1975, nossa PMGO optou em lei por uma carga horária de 40 (quarenta) horas semanais, porque então estes milicianos trabalham mais do que isso nos regimes de escalas? A história explica o quanto o Brasil viveu por períodos ditatoriais onde os militares viveram constantemente aquartelados e em regime de prontidão constante a mando de seus comandantes e chefes políticos, isso levou a instituição a adotarem escalas desumanas próprias do Estado de Guerra e que hoje ainda são utilizadas. O que cabe ao Administrador em tempo de ordem social e política é tão somente cumprir o mínimo, pois, o máximo não está previsto, justamente para garantir o uso desta força auxiliar nos momentos de crise, fato este excepcional que infelizmente é tratado como regra. Vejamos o que diz a lei 8.033/75: Art. 30 - Os deveres Policiais-Militares emanam de vínculos racionais e morais que ligam o Policial-Militar à comunidade estadual e à sua segurança, e compreendem, essencialmente: I - a dedicação integral ao serviço Policial-Militar e a fidelidade à instituição a que pertence, mesmo com o sacrifício da própria vida; Parágrafo Único - A dedicação integral a que ser refere o item I deste artigo sujeita o Policial-Militar à jornada mínima de 40 (quarenta) horas semanais de trabalho". Acrescido pela Lei nº 10.623, de 24-8-88, DO. de 1-9-88. Com o advento da Constituição todos os empregadores ficam limitados a exigirem de seus funcionários que trabalhem no máximo 44 (quarenta e quatro) horas semanais, sob pena de pagarem horas extras; o mesmo texto não impede que o empregador estabeleça uma jornada menor. A Constituição fala em trabalhadores, acaso o militar não é um trabalhador? Vejamos: Art 7 - São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem a melhoria de sua condição social: (...) XIII – duração do trabalho normal não superior a oito horas diárias e quarenta e quatro semanais, facultada a compensação de horários e a redução da jornada, mediante acordo ou convenção coletiva de trabalho. Vejamos agora o rol que a nosso ver deve abranger o Direito a Jornada Mínima, mas, que a Doutrina entende ser um rol taxativo. Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem. § 3º Os membros das Forças Armadas são denominados militares, aplicando-se-lhes, além das que vierem a ser fixadas em lei, as seguintes disposições:(Incluído pela Emenda Constitucional nº 18, de 1998) (...) VIII - aplica-se aos militares o disposto no art. 7º, incisos VIII, XII, XVII, XVIII, XIX e XXV e no art. 37, incisos XI, XIII, XIV e XV;(Incluído pela Emenda Constitucional nº 18, de 1998) (...) X - a lei disporá sobre o ingresso nas Forças Armadas, os limites de idade, a estabilidade e outras condições de transferência do militar para a inatividade, os direitos, os deveres, a remuneração, as prerrogativas e outras situações especiais dos militares, consideradas as peculiaridades de suas atividades, inclusive aquelas cumpridas por força de compromissos internacionais e de guerra.(Incluído pela Emenda Constitucional nº 18, de 1998) A lei 8033/75 do Estado de Goiás é omissa quanto ao aspecto da jornada máxima de trabalho que um policial militar pode exercer, entretanto, não há proibição Constitucional, para a fixação deste limite, basta fazermos uma leitura do Art. 42 da Constituição. Vejamos: Art. 42 Os membros das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, instituições organizadas com base na hierarquia e disciplina, são militares dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios.(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 18, de 1998) § 1º Aplicam-se aos militares dos Estados, do Distrito Federal e dos Territórios, além do que vier a ser fixado em lei, as disposições do art. 14, § 8º; do art. 40, § 9º; e do art. 142, §§ 2º e 3º, cabendo a lei estadual específica dispor sobre as matérias do art. 142, § 3º, inciso X, sendo as patentes dos oficiais conferidas pelos respectivos governadores.(Redação dada pela Emenda Constitucional nº 20, de 15/12/98) Portanto, é imprescindível que corrijamos esta falha legislativa para proporcionar não só ao militar a segurança jurídica necessária para que não haja distorções teratológicas que ferem a Dignidade do Trabalhador Militar e a própria Constituição Federal. Não é errada a atuação do Comando em exigir do militar que ele exerça a jornada mínima de 40 (quarenta) horas semanais, entretanto, fugimos da discussão em querer estabelecer o máximo de nossa jornada, pois, sabe-se que existe em nosso meio escalas que atropelam o princípio da dignidade humana. Todo esse excesso de trabalho somado com as escalas extraordinárias que todo militar é obrigado a participar o impedem do convívio com a família, do lazer, da cultura, direitos estes consagrados pela nossa Constituição. É preciso colocar ordem e estabelecer a justiça a este trabalhador incansável! A profissão por si só é extremamente perigosa e considerada uma das profissões mais "stressantes" da atualidade. A atividade de segurança implica, não raras vezes, submeter-se a audiências na justiça, a flagrantes que ultrapassam as escalas normais de serviço e ainda a outras atividades de caráter urgente, que exigem a presença do policial. De fato propomos uma mudança na lei 8.033/75, retirando do Estado a exigência do mínimo e interpondo como máximo às 40 (quarenta) horas semanais, isto evita escalas injustificadas e garante um mínimo de segurança jurídica evitando o excesso do poder discricionário das diversas autoridades que muitas vezes procuram apenas satisfazer os anseios políticos dos governos. Enquanto o problema não é resolvido, aguardamos o Ministério Público do Trabalho que volva seus olhos não só para os trabalhadores regidos pelo regime da CLT, até porque não está escrito na Constituição que militar não é trabalhador!

ESTAMOS JUNTOS PELO SUBSIDIO E PROPOSTA SALARIAL DIA 29 DE ABRIL AS 15:00 HORAS NO MEMORIAL DE MEDICINA Vamos comparecer para decidirmos o nosso destino, não deixe de participar. Buscamos respeito, tratamento digno e reconhecimento pelo trabalho realizado. NÃO TENHA POSTURA DE PATETA, o oficial não deve ser omisso, vamos resgatar nossa dignidade dentro do Sistema de Defesa Social. Fonte: Associação dos Oficiais da Polícia Militar de Pernambuco

PERNAMBUCO: REFLITAM E LUTE Acho "interessante" quando diversos policiais militares tanto Praças quanto Oficiais me procuram - e olha que são muitos - e perguntam: Como vai ser o aumento? Quanto vai ser? O que as Associações vão fazer?... Creio que a pergunta que todos nós deveríamos fazer é a seguinte: O QUE CADA UM DE NÓS ESTARÁ DISPOSTO A FAZER PARA TERMOS UM AUMENTO DIGNO, ou seja, caso o governo sinalize com o AUMENTO GARÇON (10%) anuais até 2014; O QUE FAREMOS? Continuaremos na posição de sentido, prestando continência, e em nome da tão famosa "disciplina" aceitaremos respeitosamente, como manda a hierarquia e iremos mais uma vez resmungarmos nos alojamentos e corredores; culpando todo mundo; Comandantes, Associações, Governo ou até Deus - que ele sempre nos proteja - ou iremos; FINALMENTE, ATRASADAMENTE e principalmente; posicionar-nos e exigirmos de maneira ORGANIZADA, ORDEIRA, PACÍFICA, ACATANDO OS DIRECIONAMENTOS DAS ASSOCIAÇÕES, visando o reconhecimento, através de salários dignos, por parte do Governo do Estado. CHEGOU A HORA DE PARARMOS DE OLHAR APENAS PARA OS NOSSOS PRÓPRIOS UMBIGOS, ESQUECERMOS AS BENESSES TEMPORÁRIAS, OS PENDURICALHOS, que ficam quando formos para a inatividade, o que pode acontecer hoje, que o digam O TC WILTON (CAVEIRA) e a CB POLIANA que em situações extemporâneas tiveram suas idas à Reserva Remunerada antecipadas e tem provado do "DOCE AMARGO" presente DADO PELO ESTADO aos heróis que combatem a criminalidade diuturnamente. OFICIAIS, caso seja necessário, direcionem a tropa para movimentos pacíficos, informando-se com as Associações as posturas que poderão ser tomadas. Praças caminhem lado a lado com os Oficiais, participando ordeiramente dos posicionamentos encaminhados pelas Associações. Apenas dessa forma obteremos êxito em nossos anseios e seremos VENCEDORES! DIVULGUEM! COMPAREÇAM! O VALOR DO NOSSO AUMENTO SERÁ PROPORCIONAL A NOSSA PARTICIPAÇÃO NA ASSEMBLÉIA! E O GOVERNO SABE DISSO! José Marcos Rodrigues de Souza - Cap PM

domingo, 24 de abril de 2011

A verdade deve ser mostrada doa a quem doer! Novela do SBT causa mal-estar nas Forças Armadas Há uma semana no ar, a novela Amor e Revolução, exibida no SBT, já tem provocado reações no público. Em especial, de um grupo de militares. Em documento divulgado em seu site na internet, a Associação Beneficente dos Militares Inativos e Graduados da Aeronáutica (ABMIGAer) organiza um abaixo-assinado a ser encaminhado ao Ministério Público Federal, para tirar do ar a novela de Tiago Santiago, que fala da ditadura militar no País. Até agora, conta com 300 assinaturas. No material, José Luiz Dalla Vecchia, secretário da ABMIGAer, acusa a emissora de ter fechado acordo com o Governo Federal para que o folhetim levantasse a bandeira da Comissão da Verdade – que pretende esclarecer casos de violação de Direitos Humanos ocorridos entre 1946 e 1988. No texto, Dalla Vecchia diz: “Parece-nos que se trata de um acordo firmado com o empresário Silvio Santos, visando o saneamento do Banco Panamericano. As Forças Armadas não devem permitir que tal novela seja exibida.” Prós e contras Cena de tortura na novela Amor e Recolução O autor do folhetim, no entanto, diz que o projeto da trama existe há 15 anos. “E quando comecei a novela ainda não sabia quem iria ganhar, a Dilma (Rousseff) ou o (José) Serra”, diz. Tiago conta ainda que tem procurado os dois lados (direita e esquerda) para participar da trama – ao final de cada capítulo é exibido um depoimento de alguém envolvido na Ditadura. “Até garantimos (aos de direita) que manteríamos os depoimentos na íntegra. Mas não aceitaram”, diz o autor. A produtora da novela, Bruna Mathias, que organiza esses depoimentos, já tem 70 vídeos de pessoas que foram torturadas. Já o número de discursos da direita é inexpressivo: apenas dois. “E não são com os cabeças”, diz Bruna. Em janeiro, a produtora começou a procurar organizações de militares e, desde então, se encontrou com 50 pessoas que fizeram parte da cúpula do governo. Entre elas, o general Carlos Alberto Brilhante Ustra. Dele e de outros militares, recebeu dicas de livros, filmes, mas sempre o “não” para gravar os depoimentos. Em conversa com o JT, a mulher de Ustra, Maria Joseíta Ustra, falou que tudo que ela e o marido tinham a dizer sobre a ditadura já está no livro do coronel, A Verdade Sufocada. Já o coronel Gélio Fregapani, que integrou o antigo SNI (Serviço Nacional de Informações, agência de inteligência criada em junho de 1964), confirmou ao JT que também foi convidado pelo SBT para colaborar com o folhetim, mas não aceitou. Para ele, Amor e Revolução é um desserviço à nação. “Estamos num momento em que temos confusões internacionais, logo virá uma guerra mundial e essa novela está reavivando uma ferida que só irá colaborar para a desunião”, diz. Fregapani não acredita que o abaixo-assinado seja a solução. “A forma do exército se manifestar nunca foi fazendo abaixo-assinado. E, sim, colocando os tenentes na rua e isso não seria o caso.” Para o general Durval Antunes Machado Pereira de Andrade Nery, que diz ter participado da cerimônia de concessão da TVS para Silvio Santos em 1975, a novela faz um retrato negativo das Forças Armadas. “Sem sentido uma empresa falida, pertencente a um homem que já foi do governo militar, mostrar que as Forças Armadas não prestam”, diz Nery. E completa: “Ela não mostra que os guerrilheiros também saqueavam, sequestravam e hoje estão aí impunes, em cargos públicos.”O SBT não comenta o caso. E a novela segue causando polêmica. *** Fala Almança - Vamos censurar também os filmes que mostram a perseguição aos judeus na Segunda Guerra Mundial por mostrar o exército alemão exterminando milhares nos campos de concentração. Que tal censurar também os filmes e documentários que mostram membros do exército americano cometendo todo tipo de atrocidades com populares vietnamitas? Esta posição de alguns militares é simplesmente ridícula. Esconder a história não é nada digno. Isso sim mancha a imagem das Forças Armadas. Tenho certeza que esta não é a posição da maioria dos membros das Forças Armadas e das Polícias Militares, aja vista que as PMs deram ampla apoio ao golpe militar. O perigo do comunismo, a censura, a tortura, os atentados terroristas, a ditadura em si, deve ser analisada por cada cidadão e cada um formar sua própria opinião. Dizer que na época da ditadura a população vivia com segurança é verdade, mas dizer que muitos eram sumariamente eliminados por sua ideologia política também é verdade. Não se pode simplesmente apagar ou tentar esconder a verdade. Tenho acompanhado alguns capítulos da novela, justamente devido ao tema, e até agora não tenho visto nada parcial. O autor tem tomado o cuidado de expor os fatos históricos didaticamente até de mais para uma telenovela. O Brasil tem o direito de saber tudo o que aconteceu no período da ditadura, dos dois lados igualmente. As famílias que tiveram parentes desaparecidos precisam de uma satisfação. Também precisamos saber onde foi parar os milhões apurados em vários assaltos executados pelos comunistas. A tão falada Comissão da Verdade, se tratada com seriedade, vai prestar um grande serviço ao país e as futuras gerações. Não se trata de apontar qual dos lados estava certo. A lei da anistia precisa ser preservada, não pode ser simplesmente rasgada, mas a verdade precisa prevalecer mesmo que venha causar desconforto e desagradar a alguns. Uma coisa toda essa história nos ajudará a compreender: que os dois lados estavam equivocados. O comunismo ou a didatura militar não são exemplos de uma sociedade igualitária e justa. Prova disso é não funcionou em nenhum país. Com toda sua imperfeição, Viva a Democracia. SD Almança http://sargentoricardo.blogspot.com

Veja o que o PT está propondo! Líder do PT defende plantio de maconha em cooperativa. FILIPE COUTINHO DE BRASÍLIA Na contramão do que prega o governo Dilma Rousseff, o líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP), defende a liberação do plantio de maconha e a criação de cooperativas formadas por usuários. Num recente debate sobre o assunto, o deputado disse que a política de "cerco" às drogas é "perversa" e gera mais violência. Dilma assumiu o governo incluindo entre suas prioridades o combate "sem tréguas" ao crime organizado e às drogas. Em janeiro, a presidente desistiu de nomear o então secretário Nacional de Justiça Pedro Abramovay para a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas depois que ele sugeriu numa entrevista a adoção de penas alternativas para pequenos traficantes. Assim como Abramovay, o líder do PT na Câmara afirmou que a prisão de pequenos traficantes contribui para engrossar as fileiras das organizações criminosas. "São mães de família que sozinhas têm que criar os filhos e passam a vender", disse o deputado. "As prisões têm levado a organizar a violência contra a sociedade." Teixeira falou sobre o assunto num debate organizado pelos grupos "Matilha Cultural" e "Desentorpecendo a Razão" em São Paulo, em 24 de fevereiro, um mês após a queda de Abramovay. Um vídeo com a íntegra da exposição foi publicado no blog do deputado e no site Hempadão (cujo título faz uma brincadeira com as palavras "hemp", maconha em inglês, e "empadão"). MODELO ESPANHOL Teixeira disse no debate que o governo deveria autorizar a criação de cooperativas para o plantio e a distribuição da maconha. "O melhor modelo é o da Espanha: cooperativas de usuários, onde se produz para o consumo dos próprios usuários, sem fins lucrativos", afirmou. O líder do PT disse que, se comer sanduíches do McDonald's, "talvez o maior crime", não é proibido, o governo não poderia impedir também o plantio de maconha. "Cabe ao Estado dizer que faz mal à saúde. Não existe crime de autolesão. Se eu quero, eu posso usar, tenho direitos como usuário. E isso o Estado não pode te negar." Segundo ele, a forma como o governo e alguns juízes tratam as drogas é um tiro no pé: não garante a segurança nem a saúde dos usuários. A Folha fez vários pedidos de entrevista ao deputado desde 16 de março, mas sua assessoria não deu resposta. No debate de fevereiro, Teixeira fez um apelo aos usuários de maconha: "Só a coragem pública daqueles que vão às ruas discutir fará com que esse tema avance". Ele disse que irá sugerir ao Ministério da Justiça que o Conselho Nacional de Políticas sobre Drogas faça um projeto com as "mudanças óbvias". O deputado afirmou ainda que pedirá o apoio do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB) --simpatizantes de mudanças na legislação sobre drogas. Para o líder do PT, a proliferação do crack complicou a discussão sobre a maconha. "Ele não é o todo, ele é uma parte. É o resultado dessa política de cerco. Ele não pode interditar o debate sobre as demais drogas recreativas". Ao defender a regulamentação do plantio da maconha, Teixeira afirmou que isso não aumentaria a oferta da droga. "Esse cenário que as pessoas têm medo, de que 'no dia em que legalizar, vão oferecer ao meu filho', não é o futuro, é o presente. Hoje liberou geral. É mais fácil adquirir drogas na escola do que comprar antibióticos." A legislação atual prevê medidas socioeducativas para usuários da droga apanhados em flagrante e prisão para os traficantes. Fonte: Folha.com

Policial militar entra em casa em chamas e salva duas crianças Um cabo da PM (Polícia Militar) entrou em uma casa em chamas e salvou duas crianças nesta madrugada em Tacuru. Casa foi consumida pelas chamas. (Foto: Juliano Bortoli) Conforme A Gazeta News, os policiais foram acionados por moradores de um conjunto habitacional situado próximo a saída para Amambai. No local, ao ver que as labaredas estavam bastante avançadas e as crianças encurraladas em um dos cômodos da residência, o cabo Cristino Silva arrombou a porta da casa e com a ajuda de uma moradora conseguiu resgatar a menina de 9 anos e o menino de 1 ano. Na hora do resgate, parte do teto do imóvel já começava a desabar. Conforme testemunhas, a mãe e a avó das crianças estavam em uma festa. Em contato com a PM, Sônia Elizabete Moraes Vilhalba, de 23 anos, mãe das crianças, disse que estava na casa de uma vizinha. Cristino Silva tem quatro filhos e há 25 anos integra o contingente da polícia. A cidade de Tacuru não conta com Corpo de Bombeiro. A unidade dos bombeiros mais próxima é em Amambai, a 70 quilômetros. Fonte: Campo Grande News

Concurso CFO PMBA 2011: inscrições anunciadas Os candidatos ao Curso de Formação de Oficiais da Polícia Militar da Bahia neste ano de 2011 já podem se preparar: acaba de ser anunciada a abertura das inscrições pelo Coronel PM Nilton Régis Mascarenhas, comandante geral da PMBA. De acordo com o post publicado no Blog da PMBA, as inscrições ocorrerão no período de 27 de abril a 22 de maio de 2011:

Os lados da PEC 300 Todos já devem ter escutado o famoso adágio que afirma que “toda unânimidade é burra”, de modo que é mais saudável estarmos sempre à procura de ensinamentos que nos coloquem à frente da complexidade da vida, que nos ensine a refletir e tomar a própria decisão, sem doutrinação imposta ou verdades prontas. É aquela história: “o melhor professor é o que nos ensina a aprender”. Creio que na área da segurança pública uma figura que tem este talento é Celso Athayde, que em 2010 entrevistei aqui no blog, um dos fundadores da Central Única das Favelas (CUFA), e co-autor de três grandes best-sellers, Falcão – Mulheres e o tráfico, Falcão – Meninos do Tráfico e Cabeça de Porco. Athayde acaba de nos brindar com um texto brilhante em sua coluna no Yahoo, tratando da PEC 300 (sim, caros policiais, os “direitos humanos” também chegam a se preocupar conosco!), dum modo crítico, analítico e reflexivo: Leia mais. Fonte: Blog Abordagem Policial

"QUEM TEM PREPARO É O DELEGADO FERNANDINHO QUE PRECISOU DE UMA PSICÓLOGA DA DEFENSORIA PARA RESOLVER AQUELE CASO. POPULAÇÃO DO INTERIOR, PROCURE O PREPARO DOS DELEGADOS NO INTERIOR DURANTE A SEMANA SANTA". (CAPITÃO SAMUEL) Após tomar conhecimento das declarações feitas pelo delegado Fernando Melo, no programa Liberdade Sem Censura, o deputado estadual Capitão Samuel (PSL), que se encontra em Minas Gerais, entrou em contato com a produção do programa apresentado pelo radialista George Magalhães e agendou sua participação para a próxima segunda-feira (25), para expressar o que pensa sobre as declarações feitas pelo delegado . Leia mais.

Comissão de Segurança irá realizar seminário sobre o uso de armas A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) da Câmara dos Deputados irá realizar um seminário com o objetivo de discutir o uso de armas, especialmente no que diz respeito ao porte por civis, ao controle de armas e munições, ao comércio de armas, à entrada ilegal de armas e munições em território brasileiro e à segurança em estabelecimentos de ensino. O seminário foi proposto pelo presidente da Comissão, o deputado Mendonça Prado (DEM/SE), por meio do Requerimento n.º 23/11, o qual foi aprovado na reunião desta terça-feira (19). De acordo com o parlamentar, a tragédia ocorrida na Escola Municipal Tasso da Silveira suscitou uma série de debates relacionados ao uso e controle de armas no país. “A realização do seminário tem por objetivo trazer para a Comissão de Segurança Pública a atual discussão, que ora se passa principalmente na imprensa, na internet e nos órgãos governamentais executivos, sobre o uso de armas pela população civil brasileira. Sendo os motivos que fizeram aflorar tal discussão bem conhecidos de todos, dispensamo-nos de julgar sua pertinência e propósitos, e apenas agimos no cumprimento de nossa missão como parlamentar e membro desta Comissão, que é o de discutir e procurar soluções para os temas considerados importantes pela sociedade brasileira, no que tange à segurança pública e ao combate ao crime”, afirmou Mendonça Prado. Para o debate, Mendonça Prado indicou o convite de representantes do Sistema Nacional de Armas, do Departamento de Polícia Federal e do Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares. Por Izys Moreira - Assessoria de Imprensa Fonte: Site do Parlamentar

DILMA E O GIGANTE DA ÁSIA Muito se criticou – a oposição e a mídia conservadora – a política externa do governo Lula. Viúvas chorosas do tempo em que gravitávamos inapelavelmente em torno dos EUA, na proporção direta em que o Brasil estabelecia relações diplomáticas e comerciais privilegiadas com os grandes países periféricos – a China, a India e a Rússia, sobretudo. O fato é que, como resultante da nova orientação, diminuímos substancialmente nossa dependência do comercio com os EUA e os países da União Europeia. E a China se converteu em nosso principal parceiro comercial. Bom resultado, desde que saibamos explorar a situação com sentido mutuamente benéfico. É o que a presidenta Dilma buscou – dando continuidade à politica externa de Lula – em sua viagem à China de 11 a 15 últimos. Diálogo entre a principal nação sul-americana em processo de demarragem do seu desenvolvimento econômico e o gigante asiático, primeiro lugar no pódio mundial dos maiores consumidores de matérias primas e também primeiríssimo em exportação de manufaturados, em vias de se tornar o mais importante mercado de consumo do planeta. Em nossa pauta de exportações para a China predomina largamente produtos não manufaturados (destaque para minério de ferro, soja, petróleo e celulose), dando-se o inverso em relação às nossas importações. Os descendentes de Mao Zedong compram quase nada do que fabricamos. A amizade sino-brasileira tem importância atual e futura no mundo que tende a superar o estado atual de unipolaridade – predomínio militar e econômico dos EUA – para uma multipolaridade menos assimétrica. Mas é preciso ir além da amizade, pois nesse caso não se pode seguir o lema “amigos, amigos, negócios à parte”; é preciso firmar acordos cooperativos que tornem o comércio bilateral menos assimétrico, possibilitando o ingresso de manufaturados brasileiros no mercado chinês e tornando menos predatória a entrada de produtos chinês aqui. Mas tem um nó a ser desatado: o encarecimento dos nossos produtos. Custos de produção onerados por uma carga tributária que não é pequena e exacerbados por um câmbio sobrevalorizado não ajudam a solucionar o impasse com os chineses. Superar esses entraves é questão nossa, interna e depende decisão política do governo. Daí a viagem da presidenta Dilma à China chamar a atenção para a necessidade de uma reforma tributária consistente e adequada às reais necessidades do desenvolvimento dopais; e de uma alteração na equação macroeconômica. fonte: Revista Algo Mais/http:/

sábado, 23 de abril de 2011

O Voo de Eduardo CORREIO BRAZILIENSE (DF) • COLUNAS • 22/4/2011 • PASTA COLUNAS O Palácio do Planalto está mais preocupado com a luta interna do PT e com os aliados do que com a oposição, que está minguando. Já trabalha com um cenário no qual o DEM venha a se fundir com o PSDB. Seria a alternativa de sobrevivência de seus quadros principais que querem permanecer na oposição. O problema, porém, é a ampliação da base governista no Congresso com a incorporação do PSD do prefeito Gilberto Kassab. Como a oposição está cada vez mais desidratada, setores do PMDB e do PSB movimentam-se com mais autonomia e podem tomar o rumo das candidaturas próprias em 2014. Os governadores Eduardo Campos (PE), do PSB, e Sérgio Cabral (RJ), do PMDB, são duas lideranças emergentes na política nacional. Cabral fatura a pacificação nas favelas do Rio, com a marca de bem-sucedido num quesito em que o governo federal não anda bem: a segurança pública. Já Eduardo Campos — além do bom desempenho no Nordeste — demonstrou capacidade de articulação política ao atrair o PSD, de Kassab, e praticamente dizimar o DEM. Expande sua influencia para o sul maravilha. Destaque A propósito, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem confidenciado a políticos com quem conversa que anda cada vez mais encantado com a capacidade de articulação de Eduardo Campos (PSB). Segundo ele, o governador de Pernambuco está entre os mais talentosos de sua geração e tem potencial para um dia chegar à Presidência da República. Cautela Cuidadoso, Campos reitera aos interlocutores que sabe qual é o seu papel no governo Dilma e que ainda não chegou o momento de um voo solo. Mais ainda: diz que estará à disposição se a presidente da República precisar de um novo candidato a vice-presidente. FONTE: MM Comuniçação http://www.mccomunicacao.com.br/mc/cliente

A AMMIVASF DESEJA FELIZ PÁSCOA

A DERETOTIA DESEJA A TODA FAMILIA MILITAR DO ESTADO DE PERNAMBUCO UMA 
FELIZ PASCOA E QUE POSSAMOS TODOS OS DIAS RENOVAR O NOSSO ESPERITO.

FIFA informa A previsão de entrega do novo estádio Arena da Pernambuco está mantida para dezembro de 2012. Começa a execução de fundações da Arena Pernambuco (LOC) Segunda-feira 18 de abril de 2011 Começa a execução de fundações da Arena Pernambuco Others Mais um estádio da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 mostra avanços nas obras e chega a um novo estágio de construção. A Arena Pernambuco, localizada em São Lourenço da Mata, na Grande Recife, já tem o trabalho de terraplenagem praticamente concluído e entra agora na fase de fundações. Os alicerces, que darão sustentação ao novo estádio, começaram a ser implantados na última sexta-feira (15/04). O trabalho de terraplenagem do terreno, que já está 85% concluído, continuará até junho. A previsão de entrega do novo estádio está mantida para dezembro de 2012. A Arena Pernambuco faz parte de um projeto de redirecionamento do crescimento de Recife para outras áreas. São Lourenço da Mata, que faz divisa com a capital pernambucana, é um dos locais onde se pretende que os investimentos aconteçam. Porém, mesmo antes da inauguração do estádio, os benefícios já começam a ser vistos. Atualmente, cerca de 500 operários estão trabalhando no local. Outras obras de mobilidade urbana estão sendo realizadas em Recife para permitir a facilidade de acesso aos torcedores e profissionais durante os jogos da Copa do Mundo da FIFA. Fonte: FIFA.COM http://pt.fifa.com/worldcup

Governo promove 1.815 policiais militares no Estado 21/04/2011 12h04 Em solenidade marcada por discursos que sinalizaram o sentimento de reestruturação da Polícia Militar do Tocantins, foram promovidos pelo Governo do Estado, na manhã desta quinta-feira, 21 de abril, 1.815 militares - entre oficiais e praças. O evento contou com a presença do governador Siqueira Campos e foi realizado no QCG – Quartel do Comando Geral da PM, em Palmas. A data faz alusão ao dia do patrono das polícias do Brasil - Joaquim José da Silva Xavier – Tiradentes. Houve também a entrega do ‘Espadim Tiradentes’ à 5ª turma de 44 cadetes do Curso de Formação de Oficiais (CFO), da Academia de Polícia Militar do Tocantins. A lista completa com as promoções pode ser conferida no site www.diariooficial.to.gov.br . Em seu pronunciamento, o governador Siqueira Campos ressaltou o reconhecimento do Governo aos valores de justiça, ao trabalho, e à abnegação e hierarquia dos militares no exercício de suas funções. “Congratulo-me com vocês por este momento. Com isso temos também a ampliação das responsabilidades para mantermos a segurança que é desejada por todos os setores da sociedade. É o reconhecimento (promoções) do povo e do Governo Siqueira Campos. (...) Nada vai abalar esse orgulho construído por vocês. Nossa missão é servir a Deus”, disse o governador, antes da assinatura do ato que promoveu o tenente coronel Messias Lopes ao posto de coronel. O ato simbolizou as demais promoções. O comandante geral da PMTO, coronel Marielton Francisco dos Santos, em seu discurso, ressaltou que o empenho da Polícia Militar deve ser sempre pela manutenção da ordem pública. “O trabalho do policial é mais do que uma profissão, é uma vocação. Agradeço ao governador Siqueira Campos pelo apoio e reconhecimento à Corporação, parabenizo os cadetes e a Academia de Polícia pelo trabalho e também a todos os promovidos, um reconhecimento pelo papel de cada um, que agora terão uma melhora em sua qualidade de vida”, disse o comandante. Ele também frisou a redução nos índices de natureza criminal no Estado durante os 100 primeiros dias do atual Governo. De acordo com o coronel, em 2010 foram 8.646 casos, e no mesmo período de 2011 esse número baixou para 7.238 ocorrências – uma redução de 20%. À imprensa, o comandante falou da necessidade de realizar concurso público na PM e que o assunto já está sendo tratado com muito critério e planejamento pelo Governo do Estado. Ainda segundo o coronel, os últimos 8 anos revelam um déficit de pouco mais de 900 militares no Estado. “Esta é uma questão (concurso) que está sendo analisada com muito planejamento pelo Governo”, concluiu. EMOÇÃO Para o cadete Francisco Augusto Vidal dos Santos, 30 anos, receber o Espadim “é uma emoção muito grande, porque quando eu era soldado eu sempre me dediquei, estudei muito para continuar a fazer um trabalho sério para a sociedade, no sentido de melhorar a segurança pública”, disse. Santos é natural do Mato Grosso do Sul, militar desde 2003 naquele Estado e reside no Tocantins desde agosto de 2010, quando foi aprovado para o CFO. PROTOCOLO O evento também contou com a presença do vice-governador do Tocantins, João Oliveira; secretários de Estado, deputados estaduais, vereadores e outras autoridades militares e civis. Pelotões de alunos do Colégio Militar de Palmas, CIOE (Companhia Independente de Operações Especiais), Cipama, do 1º e 6º BPMs, da Academia de Polícia Militar Tiradentes, Banda de Música e de militares do QCG estiveram posicionados no pátio do Quartel, quando cumpriram todo o ritual da solenidade, a exemplo dos respectivos desfiles, execução do Hino Nacional, entrega simbólica do Espadim e revista de tropa. ESPADIM Nas Polícias e Corpos de Bombeiros Militares, o Espadim recebe o nome de seus patronos, sendo conhecido como “Espadim Tiradentes” nas Polícias Militares, e de “Espadim D. Pedro II” nos Corpos de Bombeiros Militares. É entregue ao cadete no primeiro ano de curso. O Espadim Tiradentes faz referência e culto à memória do Mártir da Inconfidência Mineira, Alferes da Tropa de Cavalaria de Minas, Joaquim José da Silva Xavier, Tiradentes, patrono das Polícias do Brasil, conforme estabelecido no Decreto nº 9.208, de 29 de abril de 1946. Fonte: Portal Stylo http://www.jornalstylo.com.br

Já era esperado: Policiais flagrados em atos libidinosos são expulsos da PM Os PMs foram flagrados praticando atos libidinosos com duas jovens, dentro da viatura, em 20 de novembro do ano passado. Eles foram expulsos da Polícia após responderam a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) As imagens dos PMs com as jovens foram gravadas pelo sistema de monitoramento da viatura (REPRODUÇÃO) As imagens dos PMs com as jovens foram gravadas pelo sistema de monitoramento da viatura (REPRODUÇÃO) O Comando Geral da Polícia Militar no Ceará expulsou os três soldados do Ronda do Quarteirão flagrados praticando atos libidinosos com duas mulheres, dentro da viatura, em novembro do ano passado. Os PMs foram submetidos a Processo Administrativo Disciplinar (PAD), concluído esta semana. A ação dos PMs foi filmada pelo sistema de videomonitoramento da viatura. As imagens mostram os policiais apalpando os seios das jovens e falando pornografia. Os soldados também foram acusados de induzir as mulheres a praticar sexo oral. Os PMs foram identificados como Francisco Cristiano Rocha da Costa, Rogério Sousa e Carlos Umberto Bezerra Júnior. Segundo o documento da Polícia Militar, na madrugada dia 20 de novembro de 2010, os soldados foram chamados para atender a uma ocorrência de “ato libidinoso em via pública”, envolvendo duas jovens e um motociclista. Os policiais colocaram os três na viatura, liberando o homem em seguida. As duas jovens continuaram na Hilux, sentadas no banco traseiro. “Os soldados afastaram-se de sua rota de policiamento, deslocando-se até um campo de futebol (no bairro Vila Velha) em companhia das duas garotas”, descreve o documento. Eles teriam ficado cerca de 30 minutos com as mulheres dentro da viatura. Durante esse período, os soldados teriam apalpado os seios das jovens, “puxado a parte de cima da blusa” e tocado “as partes íntimas” de uma delas. Quando chegaram ao campo de futebol, todos teriam descido do veículo e permanecido do lado de fora por nove minutos. “Pelas imagens da câmera traseira da viatura, somado com a conversa travada pela guarnição depois dos fatos, infere-se que foi praticado sexo oral pelas jovens”, informa o documento, publicado no boletim interno do Comando Geral da PM. As investigações duraram cinco meses. O caso ganhou repercussão depois que a imprensa divulgou, no mês passado, imagens dos policiais praticando os atos libidinosos. O Ministério Público foi um dos órgãos que cobraram providências. Esta não é a primeira vez que policiais do Ceará se envolvem em desvios de conduta relacionados a sexo. Em fevereiro de 2009, O POVO mostrou que um soldado do Ronda do Quarteirão estava sendo investigado por trocar carícias, beijos e gemidos com uma garota dentro da viatura. No ano seguinte, uma nova denúncia estava sendo apurada pela Polícia: um cabo da unidade policial de Frecheirinha usou a viatura para ida a um bordel fora da cidade. Na volta para o município, a Hilux capotou. Os casos foram divulgados com exclusividade pelo O POVO. A reportagem tentou falar com o comandante geral da PM, coronel Werisleik Pontes Matias, mas ele não atendeu as ligações feitas ao celular ontem. Por quê ENTENDA A NOTÍCIA Já foram registrados alguns escândalos envolvendo PMs. O POVO mostrou casos de Policiais dormindo em viatura ou usando a Hilux como motel. Os casos foram descobertos após ser implantado o sistema de videomonitoramento nos veículos. SAIBA MAIS O Procedimento Administrativo Disciplinar é conduzido por três oficiais, nomeados pelo Comando da PM. As sanções variam desde uma advertência até a expulsão. Na investigação, os oficiais ouvem acusados, testemunhas e analisam provas colhidas. Ao fim do processo, dão seu parecer, que pode ser acatado ou não pelo Comando da PM. No último dia 31, O POVO mostrou que outros três policiais militares haviam sido expulsos por terem sido flagrados dormindo na viatura, durante o horário de serviço.O flagrante foi em outubro do ano passado. A Hilux estava estacionada dentro de um colégio no bairro Viva Velha, em Fortaleza. No dia 1º de abril, O POVO publicou matéria mostrando que o Ministério Público havia enviado ofício ao Comando Geral da Polícia Militar no Ceará sobre o caso dos PMs flagrados com as jovens na viatura. O MP queria saber que medidas haviam sido tomadas. Tiago Braga tiagobraga@opovo.com.br Fonte: O Povo Online http://www.opovo.com.br

BOMBEIROS MILITARES - MOBILIZAÇÃO - CAMINHADA - ATENÇÃO MÍDIA. Bombeiros Militares decidiram em assembleia que farão ato em frente ao 3o GMAR e seguirão caminhando pelas ruas de Copacabana até a Rua Xavier da Silveira, onde está situado o 17o GBM (Quartel de Fogo), onde pernoitarão para simbolizar a união de todas as especialidades do Corpo de Bombeiros na luta por melhores salários e adequadas condições de trabalho. Ao longo da reunião Bombeiros Militares de outros municípios informaram através de rádio nextel que aderiram ao movimento. A mobilização cresce geometricamente. O fato dos Oficiais do Corpo de Bombeiros não estarem aderindo à mobilização apenas enfraquece o círculo dos Oficiais. Só falta a adesão dos Policiais Militares e das demais categorias do funcionalismo público. Amanhã, às 10:00 horas, os Bombeiros Militares caminharão no Leblon (Posto 12), exerça a sua cidadania, compareça.

O Soldado da PM/RO é perseguido por dois Oficiais pelas ruas da Capital ao sair da Faculdade Na noite desta ultima quinta- feira, o Policial Militar Fernando Albino do Nascimento, lotado no 1º BPM, foi perseguido pelas ruas de Porto Velho por dois Oficias da PM/RO, Capitão PM Everaldo e Capitão PM Braga, após sair da Faculdade ULBRA. O Soldado, percebeu que estava sendo seguido, por um veiculo particular, marca VW, Polo sedam de cor Prata, nas proximidades da rua Brasília, por varias vezes , teve que parar seu veiculo, entrar em diversas ruas, para ter a certeza de que o fato estava acontecendo. Neste momento, sacou sua arma e a colocou do lado do seu banco, para se proteger. Com receio de parar seguiu diretamente para a residência de um conhecido e no memento que estacionou, logo fora abordado pelos oficiais que o seguiam, ao reconhecer os mesmo, os indagou qual o motivo da perseguição e o Oficial CAP PM Braga desconversou e tentou sair do local, momento em que o Soldado reconheceu o CAP PM Everaldo que dirigia o veículo. Em seguida, três viaturas chegaram até o local para abordagem. Após questionamentos do Soldado Albino, sobre atitudes tomadas pelos Oficiais, o CAP PM Everaldo informou que vinha sofrendo ameaças, e como o Soldado passou pela rua de sua casa, este desconfiou de sua presença. Nesta manhã, o Soldado dirigiu-se ao 1º BPM e solicitou ao Sub Comandante Major PM Pizzutti que a conduta do CAP PM Everaldo para com ele fosse apurada, haja vista, sentir-se constrangido, coagido e ameaçado. Momento em que o Major Pizzutti refutou dizendo que só iria apurar o fato se a ordem viesse de um superior. Diante da situação, o Soldado procurou a 20ª Promotoria de Justiça, onde prestou termo de declaração, relatando os fatos acima, delatando que o CAP PM Everaldo possui uma viatura exclusiva para segurança de sua residência, com dois policiais a sua disposição, pelo período noturno, todos custeados pelo Estado. “A ASSFAPOM, em audiência com o Secretário de Segurança, Dr. Marcelo Bessa, juntamente com o Comandante Geral da Policia Miliar, solicitou que o CAP PM Everaldo fosse transferido para outra unidade, haja vista, existir várias denuncias, sobre perseguições do Capitão contra Policiais Militares, nenhuma medida foi tomada pelas Autoridades. Mais uma vez em reunião com o Governador no dia 18/04 (segunda-feira), a associação buscará providencias urgentes, pois da maneira que está algo pior poderá acontecer. Finalizou: Jesuino Boabaid.” http://www.assfapom.com / http://sargentoricardo.blogspot.com

E os Bombeiros do Rio de Janeiro continuam dando o exemplo de UNIÃO E PERSEVERANÇA! BOMBEIROS MILITARES - CAMINHADA 3o GMAR - 17o GBM - CHEGADA. Prezado leitor, a mobilização dos Bombeiros Militares desenvolvida ontem teve vários momentos emocionantes e alguns deles foram inusitados, como revelarão as imagens que apresentarei nos vídeos que postarei neste sábado. O vídeo contido neste artigo representa a parte final da caminhada, a chegada dos mobilizados ao 17o GBM (Copacabana), momento em que eu estava ofegante, pois tivemos que correr em algumas partes do trajeto, para permitir que os mobilizados chegassem no GBM antes das 22:00 horas, para o cântico do Hino do Soldado do Fogo. A chegada é emocionante e devo destacar o simbolismo do momento pois representa a união dos combatentes (Quartéis de Fogo), dos Guarda Vidas (Grupamentos Marítimos) e todas as outras especialidades do CBMERJ. Neste vídeo eu faço um desabafo em razão de ter tomado conhecimento sobre críticas feitas em meu desfavor por Coronéis do Corpo de Bombeiros, durante reuniões com a tropa.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

EX-BBB E ATUAL DEPUTADO FEDERAL JEAN WYLLYS ODEIA OS CRISTÃOS, E DECLARA GUERRA AOS MESMOS O recém-eleito deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ), homossexual militante que conseguiu alguma notoriedade participando do programa Big Brother Brasil da Rede Globo, lançou, na semana passada, uma campanha de combate ao cristianismo. Em sua página do Twitter, Jean publicou várias mensagens dizendo que cristãos são doentes, homofóbicos, preconceituosos, violentos, ignorantes e fanáticos, e que ele se dedicará ainda mais a eliminar a influência do cristianismo na sociedade. O deputado enfatizou que seu mandato tem como foco a defesa dos interesses da militância gay e o combate a seus “inimigos”. O deputado, que é membro da Frente Parlamentar LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e travestis) no Congresso Nacional, aproveitou para convocar seus seguidores para se juntar a ele em sua guerra particular. Jean obteve respostas diversas: angariou o apoio previsível de seus seguidores militantes da causa gay, e provocou a reação de inúmeros outros usuários da rede social, indignados com as ofensas do parlamentar aos cristãos e com seus ataques à liberdade de expressão, religião e comunicação. Jean promove uma campanha de censura a usuários do Twitter que são contrários às idéias que ele defende, como o “casamento” homossexual, as cartilhas de suposto combate à “homofobia” do MEC (mais conhecidas como Kit Gay) e o PLC 122/2006 (lei da mordaça gay), projeto de lei que pretende transformar em crime qualquer crítica ou oposição ao comportamento homossexual ou às pretensões do lobby gay. Uma das primeiras vítimas da campanha censória de combate ao cristianismo deflagrada por Jean Wyllys foi o usuário Carlos Vendramini. Valendo-se do direito que qualquer cidadão possui em uma democracia, Vendramini fez, no Twitter, críticas ao Kit Gay, ao PLC 122/06 e a outros projetos dos militantes gays e aos parlamentares que os apóiam, como Jean Wyllis, Marta Suplicy e Cristovam Buarque, dentre outros. Incomodado com as críticas, o deputado disse, em seu blog, que estava acionando advogados da Frente LGBT para censurar o perfil de Vendramini, que Jean imagina ser “membro fundamentalista de uma parcela conservadora da direita católica em São Paulo” (sic) e estar praticando “perseguição” a ele. Fonte: Jornal do Brasil/http://sargentoricardo.blogspot.com/

BUM! BUM! :Facebook prepara uma bomba na rede social " AREA DE TELEFONIA EM BREVE TRARÁ NOVIDADES, O FACEBOOK SERÁ MAIS BARATO QUE CELULAR E CONVENCIONAIS" O FaceBook prepara uma bomba que vai ser lançada nas redes sociais. Em pouco tempo, quem usar o Facebook (e aí estamos falando de mais de meio bilhão de pessoas) vai, com um simples click, usar a voz para se comunicar. O que significa um ataque em projetos com o Skype e ainda mais uma ofensiva contra a telefonia fixa ou por celular. Num país em que o preço da chamada é uma fortuna, imagine o que esse novo aplicativo do Facebook vai significar.

POR INCOMPETENCIA DA JUSTIÇA QUANTOS ARMEIROS E CHEFES DE ARMARIA ESTÃO RESPONDENDO, POR NEGLIGENCIA DE COMPANHEIROS E DA JUSTIÇA. " ALGUNS MAGISTRADOS ATÉ PRA DAR UMA AUTORIZAÇÃO PARA A DESTRUIÇÃO DE ARMAS(GUARDADAS NOS BATALHÕES) É UMA COMPLICAÇÃO, O CUMULO É GUARDAR DENTRO DE SEU PRÓPRIO PRÉDIO, DAÍ O RETORNO DE ARMAS PRAS MÃOS DA BANDIDAGEM, É UM ABSURDO PROCESSOS PARADOS COM ARMAS GUARDADAS POR DÉCADAS, PRA QUÊ?" Sem mais comentários... Justiça perde uma arma por dia para crime Arsenal usado em delitos e mantido sob a guarda de juízes em fóruns de todo o país é alvo de assaltos e furtos Para Conselho Nacional de Justiça, Judiciário deveria apressar o trâmite para a destruir as armas apreendidas ITALO NOGUEIRA DO RIO Assaltos e furtos a depósitos de fóruns espalhados pelo país desviaram, desde 2004, mais de uma arma por dia para criminosos no país. Segundo especialistas, as armas usadas em crimes são guardadas pela Justiça sem segurança devida. Muitas vezes, estão com papéis de processos e outras provas simples sem proteção especial. Desde 2004, 3.266 armas foram roubadas em fóruns do país, segundo indica levantamento feito pelo gabinete do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), que foi relator das CPIs do Tráfico de Armas e da Violência Urbana, ambas já concluídas. O número, porém, é maior. Em muitos casos, os tribunais relataram apenas o roubo, sem detalhar o número de armas desaparecidas. O acautelamento de armas pela Justiça -quando elas ficam sob poder do Judiciário como prova de um crime- preocupa o CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Monitoramento do órgão aponta que há no país mais de 755 mil armas sob a guarda da Justiça -o estudo inclui acessórios e armas brancas. Esse material é preservado por algum tempo porque a defesa pode requerer nova análise da arma -já periciada pela polícia após o crime. Para o conselheiro do CNJ, Felipe Locke, os juízes por muitas vezes aguardam a conclusão de todo o processo e demoram a autorizar a destruição da arma. "O ideal é que, após um ano de apreendida, ela seja destruída". LOCAL INADEQUADO Ele afirma que o local de armazenamento de armas "nem sempre é adequado". Segundo Pimenta, há casos em que até caixas de sapato são usadas como depósito. O relatório produzido pelo deputado mostra a participação de funcionários de empresas terceirizadas e até de estagiários de direito em furtos de armas nos tribunais. "Determinamos aos tribunais que centralizem os locais de custódia para aumentar a segurança", diz Locke. "A segurança muitas vezes é feita por empresas terceirizadas. Às vezes, no final de semana, tem um funcionário trabalhando. Há um arsenal dentro dos fóruns e não tem quem dê condições de segurança", afirmou o deputado. Pimenta defendeu que as armas fossem inutilizadas após a perícia -retirando, por exemplo, o tambor que guarda os projéteis- a fim de que não sejam aproveitadas em crimes, caso desviadas. Na avaliação do coordenador do Fórum Brasileiro de Segurança, o sociólogo Renato Sérgio de Lima, a Justiça tem condições de analisar as provas no curso do processo sem a necessidade de a arma ser preservada. "Temos tecnologia para que as provas sejam produzidas, registradas e, ao mesmo tempo as armas serem destruídas ou doadas à polícia." Para o advogado Breno Melaragno, a preservação da arma "é uma garantia". "Ela pode ir a nova perícia até a segunda instância. Muitas vezes essa prova é definitiva para condenar ou absolver." Fonte: GBB/ http://sargentoricardo.blogspot.com/

CAMPANHA DO DESARMAMENTO: AJUDE OS MARGINAIS A "TOCAR TERROR" Enquanto não houver uma mudança na legislação penal, tirando das ruas para sempre os delinquentes que usarem da violência, assim como investimentos sociais, o combate a corrupção política e nos meios policiais e do funcionalismo público em geral, a violência por uso de arma de fogos tende a aumentar"

quarta-feira, 20 de abril de 2011

PEDE PRA SAIR: Aeromoça tem de matar galinha e rastejar na lama Moças de unha feita, algumas delas modelos, são obrigadas a matar galinha e rastejar na lama se quiserem ser aeromoça ou comissária de vôo no Brasil, atividades do curso de treinamento na selva do curso obrigatório exigido Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A repórter Cristina Moreno de castro, que assina matéria publicada hoje na Folha de S.Paulo, foi ver no sábado como é o treinamento na mata em Juquitiba, distante 72 km de São Paulo. Encontrou 217 pessoas de 18 a 35 fazendo o curso, 70% mulheres, a maioria esbelta e de unhas feitas. Os alunos são chamados pelo número estampado no boné e cada um só pode perder cinco pontos ou é reprovado. No local a repórter encontrou Pâmela Carvalho, de 24 anos, que até sete meses atrás era modelo na Itália, diante de uma galinha presa pelo pé, de ponta-cabeça, no tronco de uma árvore, a missão da jovem era cortar o pescoço da ave: "Só depois de vários minutos consegue concluir o abate, o corpo todo trêmulo. É aplaudida e vai acabar de chorar longe dos colegas, enquanto outros três experimentam o sangue do bicho", diz a matéria. PEDE PRA SAIR – "Quem acha que não vai aguentar pode aproveitar e descer do ônibus agora", disse o diretor do Centro Educacional de Aviação do Brasil, Salmeron Cardoso. "É o famoso 'pede pra sair'", reforça ele com jeito de capitão Nascimento, de "Tropa de Elite". Conforme a repórter da Folha, além do sangue frio os futuros comissários têm de aprender, ao longo de quatro a oito meses, de etiqueta a noções de meteorologia. Ali, na "selva", última etapa do treinamento, descobrem até como se faz uma boia com calça jeans. A animação chega ao auge quando todos têm que rastejar na lama e apagar fogo com extintores. Mas não podem fugir às regras. A aluna do boné 214, por exemplo, foi flagrada comendo barrinha de cereal. "Eu estava com muita fome, porque trabalho à noite em um restaurante e vim direto do trabalho", disse ela. Os alunos só podem ingerir punhados de sal, açúcar e água até o fim do curso, às 20h30 (DF). A repórter escreveu ainda que uma outra aluna não suportou a parte de travessia na água em que candidatos tinham de simular situações no mar. Em pânico, a mulher precisou ser socorrida. Enquanto era tranquilizada, ouvia da gerente da escola: "Calma, você pode voltar em agosto." Para isso, porém, terá que desembolsar mais R$ 350. o curso todo custa cerca de R$ 3 mil

Bill Gates e sua equipe deixam o Brasil após notificação da Polícia Federal Bill Gates fazia turismo na Amazônia, mas teve que deixar o país depois que sua equipe foi notificada Bill Gates, pai do Windows e da Microsoft , teve de deixar o Brasil na madrugada desta terça-feira depois que sua equipe foi notificada pela Polícia Federal no Amazonas. A equipe do empresário, segundo foi informado à PF, passava férias num hotel de selva no Amazonas, mas não tinha o visto de turista no passaporte, uma exigência brasileira para visitantes dos Estados Unidos --eles contavam apenas com um documento que permitia a eles passar pelo país, sem permanecer aqui. A PF não informa se Bill Gates tinha ou não o visto e como o grupo entrou no Brasil. O grupo de apoio do empresário, formado por sete pessoas, foi detido na última sexta-feira (15) por agentes federais quando faziam um passeio de barco no rio Negro, próximo a Manaus. No momento da detenção, os americanos estavam sem a presença de Gates, mas se identificaram como funcionários da Microsoft e pediram para os agentes da PF contatarem a embaixada americana no Brasil. Segundo a Polícia Federal, eles não tinham nem mesmo documentos de identificação, e a embarcação não tinha autorização da Marinha para navegar em águas brasileiras, uma vez que os tripulantes estavam ilegais no país. Depois de quase 12 horas detido, o grupo foi liberado com a condição que deixasse o Brasil em três dias. Como não conseguiram voo ontem, eles embarcaram às 2h de hoje num voo com destino a Miami. Segundo a Polícia Federal, o grupo infringiu a Lei 6.815/80 e seus integrantes devem responder a processo administrativo. No retorno para os Estados Unidos, Gates acompanhou a equipe. Não é a primeira vez que o empresário passa férias no Amazonas, ele já esteve no Estado em 2007 e 2009. Nas duas viagens, ficou em hotéis de selva na Zona Rural de Manaus ou em cidades do interior do Amazonas.

ei Maria da Penha é aplicada a casal gay no Rio de Janeiro SÃO PAULO - Um casal homossexual no Rio teve a Lei Maria da Penha aplicada em virtude de violência doméstica. A decisão do juiz Alcides da Fonseca Neto, da 11ª Vara Criminal do Rio, foi divulgada nesta terça-feira, 19, pelo Tribunal de Justiça (TJ). O réu, que teve concedida a liberdade provisória sem o pagamento de fiança, precisará manter a distância de 250 metros de seu companheiro. Durante três anos o casal esteve em uma união homoafetiva. Na casa onde moravam, no centro da cidade, o cabeleireiro Adriano Cruz de Oliveira foi vítima de várias agressões praticadas por seu companheiro, Renã Fernandes Silva. A última ocorreu na madrugada do dia 30 de março. Renã atacou o companheiro com uma garrafa, lesionando seu rosto, perna, lábios e coxa. Em sua decisão, o juiz argumenta que 'a especial proteção destinada à mulher pode e dever ser estendida ao homem naqueles casos em que ele também é vítima de violência doméstica e familiar, eis que no caso em exame a relação homoafetiva entre o réu e o ofendido, isto é, entre dois homens, também requer a imposição de medidas 'protetivas' de urgência, até mesmo para que seja respeitado o Princípio Constitucional da Isonomia.' A denúncia contra Renã Fernandes foi oferecida pelo Ministério Público estadual. Segundo os autos do inquérito instalado na Lapa, os atos de violência ocorriam habitualmente. Renã teria envolvimento como drogas, de acordo com o seu companheiro, que conta ter sido ameaçado se chamasse a Polícia para falar das agressões. 'O juiz determinou ainda que o alvará de soltura seja expedido e que o réu tome ciência da medida cautelar no momento em que for posto em liberdade', informou o TJ do Rio.

Pernambuco deve liderar crescimento do NE em 2011, avalia Datamétrica Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR Pernambuco deve liderar, mais uma vez, o crescimento do Nordeste em 2011. Previsões da Datamétrica Consultoria divulgadas hoje indicam que o estado deve registrar crescimento de 6,14% neste ano, seguido do Ceará (5,26%) e Bahia (5,22%). Já a região deve crescer 5,06%, índice também superior à média brasileira, estimada em 4%. Para 2012, tanto o Nordeste quanto Bahia e Ceará devem crescer menos do que em 2011 (5,03%, 4,72% e 5,03%, respectivamente). A expectativa é de que Pernambuco continue em curva ascendente, atingindo 6,29% de crescimento no próximo ano. Segundo o presidente da Datamétrica, Alexandre Rands, o bom desempenho do estado pode ser creditado ao impacto aos investimentos estruturadores de Suape, a exemplo do Estaleiro Atlântico Sul, da Refinaria Abreu e Lima e da PetroquímicaSuape. Em relação ao Nordeste, o economista afirma que o resultado previsto para este ano, de 5,06%, é fortemente influenciado pela esperada recuperação do Produto Interno Bruto (PIB) agropecuário, especialmente no Ceará e na Bahia. O consumo das famílias, por sua vez, deve continuar aquecido, embora a confiança do consumidor possa ser abalada até o fim do ano devido à escalada da inflação, que reduz a renda real das famílias. Com informações de Micheline Batista, da Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

Policiais sergipanos vítimas de acidente em Alagoas são identificados Já foram identificados os policiais militares sergipanos envolvidos em um acidente na rodovia na AL-115 em Igaci, estado de Alagoas. De acordo com a assessoria da Unidade de Emergência do Agreste, Antônio Fernando Souza, de 34 anos, que conduzia a Hilux, está sob observação e passa bem. O tenente Rosman Santos Barreto, de 45 anos, teve fratura no fêmur e não corre risco de morte, o outro policial foi José Carlos Ribeiro Souza, que está passando por procedimento cirúrgico. O acidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (18) e deixou uma jovem. Segundo informações do site Cadaminuto, houve uma colisão de forte impacto entre uma Hilux e um Gol. No primeiro veículo estavam os três policiais. A vítima de prenome Soraya, 23 anos, que conduzia o Gol, morreu no local do acidente. Os policiais retornavam para Aracaju e precisaram receber assistência médica no hospital mais próximo da região. O IML foi acionado para conduzir o corpo da vítima à sede do órgão em Palmeira dos Índios.

Acabou o sequestro em Aracaju Chegou ao fim o sequestro que vitimou a vendedora de produtos hospitalares Cristielane Caetano Mota Santos, 21, mantida em cárcere privado pelo ex-marido José Elígio Tavares, por cerca de 30 horas, no imóvel onde o casal vivia em Aracaju. As negociações tiveram progresso depois da interferência da psicóloga Juliana Andrade Passos, do Centro de Atendimento Psicossocial da Defensoria Pública de Sergipe. Pouco antes das 15h, o secretário da Segurança Pública, João Eloy, retornou ao local de forma articulada e pôs todo o esquema apostos para promover o resgate da vítima.

Pernambuco: Ministério Público recomenda a ISONÔMIA SALARIAL dos AGENTES PENITENCIÁRIOS com os Policiais Civis do Estado de Pernambuco Veja o Documento Assinado pelo Promotor Marcelus Ugiette da 2ª Vara das Execuções Penais em exercício cumulativo com 21ª PJCC e 1ª Vara das Execuções Penais RECOMENDANDO a ISONOMIA como uma forma de ser ter um melhor serviço prestado ao Estado pelos Agentes Penitenciários. Na Recomendação o Promotor Marcelus Ugiette diz que imbuído no propósito de ajudar, e da Missão Constitucional de Zelar pelo Estado Democrático de Direito, resolvo RECOMENDAR, com o APOIO das SECRETARIAS envolvidas (SAD, SERES, SDSH, SDS), a implementação da pactuação para a solução do IMPASSE que se instala com a não observância do prazo e termos fixados havido no passado, pelo que deve gerar os efeitos pretendidos pelos pactuantes (Governo e Agentes Penitenciários). Isso é uma boa para os Militares de Pernambuco na sua luta de também ver o reconhecimento da ISONOMIA com a Polícia Civil, que também vem sendo perseguida desde ano passado assim como os Agentes Penitenciários. Veja o Documento do MPPE - Ministério Público de Pernambuco.

Governo estuda reestruturar a Polícia Militar ou melhor a Brigada Militar Governo estuda reestruturar a BM Palácio Piratini quer transferir mais policiais para os grandes centros O governador Tarso Genro deflagrou o processo de reestruturação da Brigada Militar. Paralelamente à implantação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) no Estado, o governo elabora um diagnóstico que inclui a possibilidade de transferência de policiais para cobrir a carência de efetivo nos grandes centros urbanos. O estudo, que está sendo feito pelo secretário de Segurança Pública, Airton Michels, e pelo comandante-geral da BM, coronel Sérgio Roberto de Abreu, está em fase adiantada. Como não será possível fazer concurso em 2011 para ampliar o efetivo devido ao estrangulamento das contas públicas, a saída para combater o déficit de policiais foi direcionar a reestruturação para o remanejamento de servidores que estão em pelotões mais numerosos e que atuam em regiões menos violentas. A tendência é que parte dos brigadianos seja transferida para a região Metropolitana e outros polos onde se verifica alto grau de criminalidade. Membros do primeiro escalão do Piratini confirmam a reestruturação da BM, que também é de conhecimento de parlamentares. “É importante fazer o diagnóstico. A defasagem de policiais é muito grande. A situação é dramática”, resumiu Miriam Marroni (PT), líder do governo na Assembleia. “A determinação do governador é para que se faça o estudo e se verifique a realocação. O concurso é difícil de sair neste ano”, disse Miriam. O coronel Valmor Araújo de Mello, chefe do Estado Maior da BM, disse que a corporação soma aproximadamente 24 mil policiais. Para se aproximar do ideal, é necessária a contratação de 9 mil servidores. Correio do Povo Opinião ASSTBM Governador, acreditamos que esta notícia é apenas uma trapalhada de sua acessoria de imprensa, pois JAMAIS nossas entidades de Classe vão deixar um governo desestruturar fámilias de brigadianos, removendo de suas origens para suprir a falta de capacidade do governo em gerir seu Estado. Fonte:Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar do Rio Grande do Sul

Alagoas e Pernambuco ganham sistema de monitoramento de enchentes A partir desta quarta-feira (20), os leitos dos rios Mundaú e Paraíba, que cortam Alagoas e Pernambuco, passam a ser monitorados 24 horas por dia. Pioneiro no país, o sistema de alerta tenta evitar tragédias causadas por enchentes, como a ocorrida em junho de 2010, que deixou 47 mortos e mais de 150 mil desabrigados e desalojados nos dois Estados. Segundo a ANA (Agência Nacional das Águas), a sala onde vai funcionar o monitoramento –na sede da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos– é o primeiro sistema de alerta do país interligado diretamente com a agência, com fornecimento de dados em tempo real do nível dos rios e da previsão meteorológica da região dos seus leitos. O novo sistema custou R$ 2,5 milhões e pode fornecer imagens via satélite para previsão do tempo a cada 15 minutos, além de informar sobre a situação dos dois rios de hora em hora. Entre os equipamentos, a sala possui dois imensos monitores que informam a situação do nível dos rios e imagens de satélite e uma impressora especial para gerar mapas climatológicos em grandes tamanhos. O monitoramento dos rios é feito por nove estações de coleta de dados, que funcionam por telemetria e estão instaladas às margens dos rios Mundaú e Paraíba em nove cidades –cinco em Alagoas (Atalaia, São José da Laje, Quebrangulo, União dos Palmares e Viçosa) e quatro em Pernambuco (Brejão, Canhotinho, Correntes e Palmeirinha). A ANA informou que mais duas estações ainda serão instaladas (uma em Rio Largo-AL e outra em Bom Conselho-PE) para finalizar o sistema. Já as imagens de satélite com a previsão são disponibilizadas pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Modelo pioneiro O modelo inaugurado em Alagoas é o primeiro de uma rede nacional de alerta que deve passar a monitorar todos os rios do país nos próximos anos, conforme informou a ANA. “A ideia é termos o sistema em todo Brasil. Temos um pacto com todos os Estados do país, e acredito que teremos dados de todo o país dentro de três anos”, disse o superintendente de Gestão da Rede Hidrometeorológica da ANA, Valdemar Guimarães. A agência informou que a próxima sala de monitoramento será inaugurada em Pernambuco e vai receber as mesmas informações que chegarão a Alagoas. “Após fecharmos essas bacias, vamos passar a instalar outras estações nos leitos dos afluentes desses rios. Optamos por monitorar primeiramente no Mundaú e no Paraíba porque foram nas margens deles que ocorreram os maiores problemas”, disse Guimarães. Em Alagoas, a sala conta com técnicos da Secretaria e um integrante da Defesa Civil Estadual, treinados para analisar e monitorar os dados. Segundo o coordenador estadual do sistema, José Gino de Oliveira, se o Estado tivesse um sistema de alerta instalado, o número de mortes em 2010 teria sido consideravelmente menor. “A diferença agora é que, com esses dados recebidos em tempo real, conseguimos ter informações rápidas e sabemos a força da água e o tempo que ela vai levar para atingir as cidades. Com esses equipamentos, temos tempo de avisar as regiões que serão afetadas. Para se ter ideia, a distância entre Atalaia e Viçosa [ambas cidades devastadas em 2010] é de 39 km, mas são 10 horas para que a grande vazão se desloque e chegue ao outro município”, explicou. Para o coordenador do Instituto de Ciências Atmosféricas da Universidade Federal Alagoas, Luiz Carlos Molion, o sistema é um avanço para minimizar os efeitos das cheias dos rios. “Esse modelo acrescenta grande agilidade porque, além de monitorar os rios, fornece previsões do tempo com 48 horas de antecedência, e que têm acerto de 65%. Todo Estado deveria ter um sistema desses.” Números da tragédia Em Alagoas, as enchentes afetaram 29 municípios, deixando 15 deles em estado de calamidade pública e quatro em situação de emergência. Segundo a Defesa Civil Estadual, 27 pessoas morreram, 27.757 ficaram desabrigadas e 44.504, desalojadas, além de um total de 18.823 casas destruídas ou danificadas. Já em Pernambuco, os alagamentos atingiram 68 municípios, deixando 11 deles em estado de calamidade pública e 30 em situação de emergência. Ao todo 14.136 casas foram destruídas ou danificadas. Vinte pessoas morreram, 26.966 ficaram desabrigadas e 55.643 ficaram desalojadas.

Pernambuco: Governo do Estado disponibiliza o contra cheque do mês de abril hoje 20/04/11 Pelo o que eu sei o contra cheque é disponibilizado um dia antes do pagamento, no entanto como já está diponível, será que ele vai antecipar o pagamento para o praça comer o peixe da semana santa? Vamos esperar pra ver.

domingo, 17 de abril de 2011

A luta continua

Amanha dia 18.04.2011 no auditorio da FFPP estará acontecendo uma reuniaõ apartir das 8;00h da manha com PMs e BMs e autoridades do estado, esperamos todos para descutirmos pontos importante para a gateroria.

ZE MARIA E SO ALEGRIAO Programa Zé Maria Toca Tudo de ontem (16) foi, como sempre, uma festa. Cantores, músicos e convidados foram até a chácara de Chico Pé de Louro para um encontro de alegria e confraternização. Vários amigos de toda a região foram prestigiar o evento. Chico recebeu todos com o seu habitual senso de humor e irreverência. Para completar a festa, ainda cantou (A turma diz que só sabe uma música). Foi um sábado de alegria e descontração. O Programa Zé Maria Toca Tudo é transmitido simultaneamente pelas rádios Grande Rio AM e Orocó FM.

PARA ONDE QUEREM IR NOSSOS JOVENSEm Barrocas, no interior da Bahia, uma aluna feriu uma colega na sala de aula usando uma tesoura. O caso aconteceu na última sexta feira (15) e saiu da sala de aula para a Delegacia. Segundo informações de outros alunos que estavam na sala, a menor sequer discutiu com a colega, e foi logo desferindo vários golpes no rosto da vítima que estava sentada. O episódio criou um clima de tensão no maior colégio municipal da cidade. Vários alunos tiveram que ser liberados, outros foram atendidos no hospital. A vítima da agressão foi socorrida pela Polícia Militar e levada até o Hospital Municipal. A menina, que tem 14 anos, teve ferimentos no rosto, braço e testa, onde o corte profundo rendeu cinco pontos. As meninas eram amigas e a briga teria sido motivada por ciúmes de um namorado

ESTAMOS NA LUTA

Amanha dia 18.04.2011 no auditorio da FFPP reunião com pms e bms e autoridades do estado de Pernambuco.

Como preparar-se bem para a Semana Santa e se beneficiar das graças da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo Se a Semana Santa hoje em dia representa pouco mais que alguns feriados no calendário, é porque também a Quaresma perdeu seu sentido. A idéia de que o homem deve apaziguar a divindade ofendida por seus crimes, submetendo seu corpo à expiação, é uma tradição de quase todos os povos, mesmo primitivos. Nós, católicos, encontramos constantes exemplos disso na Sagrada Escritura. A consciência da necessidade dessa expiação levou a Igreja, sempre Mestra infalível, a preceder a comemoração de três dos maiores mistérios de nossa Redenção — a Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo — de 40 dias de oração e penitência, em memória dos 40 dias de jejum do Divino Salvador na montanha. Leia mais no Blog do André Café.

Estados e municípios podem financiar computadores para alunos da rede pública A Caixa Econômica Federal está oferecendo uma linha de financiamento para que estados e municípios comprem computadores portáteis que serão usados por estudantes de escolas públicas de todo o país. São equipamentos com conteúdos pedagógicos, que auxiliam o processo de ensino e aprendizagem dos alunos matriculados na educação básica. O crédito faz parte do Programa Um Computador por Aluno (Prouca), uma iniciativa da Presidência da República, com coordenação do Ministério da Educação. O programa objetiva a inclusão digital, destinando laptops aos estudantes das escolas públicas de todo o país. O Prouca conta com recursos de R$ 100 milhões e os interessados no financiamento podem obter informações sobre o programa no site www.uca.gov.br.

GERALDO AZEVEDO ESTA PREOCUPADO COM O VELHO CHICO


Assaltos voltam a assombrar estradas do Sertão

domingo, 17/04/2011
Os sertanejos começam novamente a conviver com um fantasma que parecia estar exorcizado: Os assaltos na estrada.
O clima de terror volta a assombrar quem transita, principalmente, pela região que ficou conhecida como Polígamo da Maconha.
Assaltos tiros e intimidações voltaram com tudo e até agora as autoridades e os políticos permanecem em silêncio. Precisamos de providências urgentes.

Preocupado com o Velho Chico Geraldo Azevedo reúne amigos para gravar canções sobre o tema

domingo, 17/04/2011

O cantor petrolinense Geraldo Azevedo, nascido no então distrito de Jatobá, hoje emancipado, teve desde cedo uma relação muito próxima com o São Francisco. Vivendo no sítio de seu pai, que tinha uma roça, só foi tomar banho de chuveiro aos 13 anos – antes, só se banhava no rio, que deixou para trás quando veio para o Recife aos 18 anos. “Diria que é uma veia que passa no meu coração”, tenta explicar com poesia.
Preocupado com a sangria do rio com a construções de barragens e o assoreamento do passado e a transposição realizada no presente, o cantor idealizou o projeto Salve São Francisco – um disco e um DVD conceituais, com canções que têm o rio como tema, lançado pelo Canal Brasil em parceria com a gravadora Biscoito Fino. Cinco são inéditas, compostas por Geraldo Azevedo e parceiros como Geraldo Amaral, Moraes Moreira e Galvão.
A parceria de Geraldo Azevedo estende-se às gravações, com participações de artistas de Estados por onde passa o São Francisco: Alceu Valença, Dominguinhos, Robertinho do Recife, que assina a produção, são de Pernambuco; Moraes Moreira, Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Roberto Mendes e Márcia Porto, da Bahia; Djavan, de Alagoas; e Fernanda Takai, de Minas Gerais. “Infelizmente não consegui nenhum artista sergipano conhecido”, justifica Geraldo Azevedo, sobre a ausência de um dos Estados onde o rio deságua.
O Rio São Francisco já foi cantado por muitos artistas brasileiros. De Luiz Gonzaga e Zé Dantas a Alceu Valença e Carlos Fernando, passando por Quinteto Violado, Sá & Guarabira a Cartola e Carlos Cachaça.(do JC)

O RECOMEÇO NA TRECHO CONHECIDO COMO POLIGAMO DA MACONHA

Os sertanejos começam novamente a conviver com um fantasma que parecia estar exorcizado: Os assaltos na estrada.
O clima de terror volta a assombrar quem transita, principalmente, pela região que ficou conhecida como Polígamo da Maconha.
Assaltos tiros e intimidações voltaram com tudo e até agora as autoridades e os políticos permanecem em silêncio. Precisamos de providências urgentes

sábado, 16 de abril de 2011

Dúvidas Queria fechar os olhos e ser divinamente inspirada. Queria que as idéias brotassem na alma, viessem para o coração e escorressem pelas minhas mãos. Mas o querer é apenas isso, é desejo, vontade. De nada vale se não houver atitude, ação! Hoje me permiti transformar desejo em realidade. Hoje eu quero que minha energia vibre, materializando coisas. Como uma Deusa, trazendo o sonho do invisível ao visível. Construindo mundos, percorrendo dimensões, coletando flores. Posso ir com os ventos, caminhar por ladeiras, espiar pelas frestas dos muros. Escolher sons, cores, personagens. Voar entre sentimentos. Ou então, Ficar sob a sombra da mangueira e deixar que o tempo passe.

TÃO DISTANTES! Procurava entre os espaços coloridos por algo que ainda fosse você. Manhã de domingo, de céu azul e calor. Algumas novas florzinhas no jardim me alegravam o dia. Ainda meio adormecida corria meus olhos pelos longos textos. Pra que tanta informação, meu Deus? Tanta formalidade, tanta frieza, tantos dados frios. (Me perdoe, mas ando sem paciência para informações acadêmicas) Eu busco pela Alma, por uma energia que havia ali, vibrante, escondida. Sentida além dos sentidos. Loucas verdades metafísicas. Foi então que eu a vi, tímida, quase abandonada num canto. Disfarçada em meio a outras letras, o encanto de uma alma feminina: Cecília Meireles. Sua poesia tomou meu coração, como se eu escutasse de sua própria boca. Num momento de delírio, de pura ingenuidade, de egoísmo, Tomei posse daquele poema, Que poema já não era. Era conversa entre velhos amigos. Confissão e sentimento. Algo que só os anjos podem entender! Voltei no tempo, quando era fácil lembrar de você. Mas..."deixemos de coisa, cuidemos da vida". Mesmo que eu quisesse, que bebesse das palavras como se anjo fosse, Sou apenas mulher e eram apenas palavras. Sueli

LAAD 2011 - Reforço pesado na defesa Utilitários blindados deram o tom da feira de armamentos realizada no Riocentro (RJ), com novidades prontas para entrar em combate. Veículos civis também marcaram presença A Iveco vai fazer mais de duas mil unidades do Veículo Blindado de Transporte de Pessoal, o Guarani (Julio Cabral/EM/D.A. Press ) A Iveco vai fazer mais de duas mil unidades do Veículo Blindado de Transporte de Pessoal, o Guarani Do Rio de Janeiro - A oitava edição da Latin America Aerospace and Defence (LAAD), que terminou ontem, mostrou que os mercados emergentes são a bola da vez também no mercado de defesa e segurança. Em 2008, foram investidos na América Latina US$ 48,1 bilhões na área e, só nos últimos 10 anos, o incremento de investimentos foi de 50%, alavancado pelo Brasil, Chile e Venezuela. E que ganha ainda mais ímpeto com a Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, além da continuação dos planos de reequipamento na região. Para motorizar essas forças, fabricantes automotivos lotaram os dois pavilhões destinados à feira no Riocentro, no Rio de Janeiro. Clique aqui e veja mais fotos! A grande atração sobre rodas foi o Iveco VBTP – Veículo Blindado de Transporte de Pessoal, batizado como Guarani. O projeto conjunto do Exército e da Iveco começou em 2007 e agora chega ao primeiro protótipo, que já entra em testes. Serão 2.044 unidades a serem feitas entre o quarto trimestre de 2012 e 2029. Parece muito, mas, na verdade, acaba sendo pouco. “A demanda é maior, cerca de 4 mil apenas entre blindados médios. Mas já é mais do que o dobro dos 633 Urutus e Cascavéis, que não serão substituídos justamente pela falta de carros”, ressalta o general de brigada Waldemir Cristino, gerente militar do projeto. Como o Exército é dono do projeto, a Iveco pode exportar o modelo para países aprovados previamente pela força, que recebe royalties por unidades. POLÍCIA Pela primeira vez, o evento reuniu também autoridades da área de segurança. Apostando no nicho policial, a Inbra (preparadora de veículos blindados) estreou o Gladiador, ou Blindado Leve sobre Rodas (BLSR), no linguajar da caserna. Com blindagem nível IV e participação do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar do Rio de Janeiro, aguenta até disparos de calibre 7.62mm, comum em metralhadoras e fuzis. O preço é de sedã alemão top: R$ 580 mil. A Inbra também apresentou uma viatura Volkswagen Amarok blindada no para-brisa e portas, o que eleva o seu preço para R$ 167mil. “Estudos mostram que 87% dos tiros que atingem viaturas são justamente nessas partes”, cita Clécio Barbosa da Silva, gerente comercial da Inbra. “O mercado de blindagens caiu com a diminuição da violência. Estamos blindando entre 45 e 50 carros por mês, mas já fizemos 150”, lamenta Clécio. VW Amarok policial blindada pela Inbra e apresentada na LAAD 2011 (Julio Cabral/EM/D.A. Press ) VW Amarok policial blindada pela Inbra e apresentada na LAAD 2011 A Iveco também apresentou o blindado LMV – Light Multirole Vehicle, um Hummer à italiana. “Para o Brasil poderia ser uma boa pedida. Em serviço no Afeganistão, em 15 ataques com minas, só houve uma morte”, valoriza Giovanni D'Ambrosio, gerente de Plataforma de Veículos Militares da Iveco Defense, que também levou o menor M 40R15, com chances de nacionalização. Mal apareceu por aqui e já tem rival: o espanhol VAMTAC – Veículo de Alta Mobilidade Tático, da espanhola Uro. Outra europeia a levar um dos seus blindados foi a Renault, com a linha Sherpa de transportes pequenos e médios. A Agrale fez uma estreia: o AM 31, versão mais parruda do Marruá. A também nacional TAC apresentou em conjunto com a israelense IAI o Stark IRV – Inteligência, Reconhecimento e Vigilância. Equipado com um sistema de radar, sensores e câmeras, o Stark tem balanço traseiro maior para suportar a aparelhagem. Diante de outras atrações, a Chevrolet Tahoe até pareceu pequena. A despeito de equipamentos como giroflex e radiocomunicador, o SUV com motor V8 5.3 era uma versão civil caracterizada, um paisano diante de combatentes experimentados. Veteranos que estão longe da reserva, como o Land Rover Defender 90, que sem muitas modificações está apto para o serviço. Só não ganha em tempo de carreira do aliado Jeep J8, a versão militar do Wrangler e sucessor do Willys, com motor turbodiesel 2.8. CASERNA O Centro de Tecnologia do Exército levou o Gaúcho, veículo de reconhecimento projetado em conjunto com a Argentina, que está pronto para entrar em produção seriada. Bem robusto, mas não ganha do VEsPa 2, segunda geração do modelo que já recebeu o apelido de “Caveirinha” após combates urbanos no Rio. A blindagem integral é do tipo Nível III, reforçada para aguentar tiros de calibre 5.56mm, comum em fuzis como o Armalite AR-15, figura fácil em conflitos urbanos na cidade. O aumento da imagem de violência acaba reforçando a segurança de outras companhias de blindados, como a norte-americana Oskosh, que expôs o abrutalhado Sandcat, que, com 5,04m, ainda compete na seara dos blindados para conflitos urbanos, com motor V8 6.7 de 300cv e chassi de origem Ford. “A falta de segurança é apenas um dos aspectos que nos dão confiança nessa tarefa”, aposta Daniel Raasch, diretor de Desenvolvimento de Negócios Internacionais da Oshkosh Defense. Não por acaso, outras marcas como o grupo sul-africano Paramount Group, com o Marauder e o Maverick e a compatriota OTT, levaram carros da mesma classe. É o chamado mercado da insegurança. (*) Jornalista viajou a convite da LAAD (Julio Cabral/EM/D.A. Press )

Policial federal é preso durante blitz da Lei Seca na Barra, dizem agentes Caso ocorreu na Avenida Sernambetiba na madrugada deste sábado (16). Agente federal teria sacado arma; PM teria se defendido com spray de pimenta. Um agente da Polícia Federal (PF) foi preso na madrugada deste sábado (16), durante uma blitz da Operação Lei Seca, na Avenida Sernambetiba, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. A informação é da assessoria da Operação Lei Seca. De acordo com os agentes, o policial federal, ao ser abordado durante a blitz, sacou de uma arma e só foi desarmado quando um policial militar da Lei Seca usou spray de pimenta. Ao ser levado para a 16ª DP (Barra da Tijuca), o policial federal teria desacatado e xingado os agentes da operação, e, segundo os agentes da blitz, acabou “indiciado por desobediência, resistência e ameaça”. Ainda segundo a assessoria da operação, o policial federal foi abordado pelos agentes da Lei Seca ao se dirigir para o seu carro, que estava estacionado próximo ao local onde foi montada a blitz. De acordo com os agentes, o policial disse que voltaria ao restaurante onde estava para buscar os documentos, que teria esquecido no local. Ao retornar, duas horas e meia depois, o agente federal estaria sem a carteira de habilitação e teria se recusado a fazer o teste do etilômetro. Mesmo assim, o agente teria tentado sair conduzindo o veículo, ostentando a carteira da PF. Ao ser impedido de seguir pelos agentes da Lei Seca, o policial teria acelerado o carro e sacado sua pistola, apontando-a para os PMs que integravam a blitz. “Foi então que um policial jogou spray de pimenta” contra o policial federal, conseguindo controlá-lo para levá-lo à delegacia, onde o caso foi registrado, ainda segundo a nota.

SARGENTO DA PM DE BRASÍLIA REAGE E MATA DOIS ASSALTANTES DURANTE SEQUESTRO NA ZONA NORTE DE NATAL/RN O sargento da Polícia Militar de Brasília identificado como Danúbio Velloso de Castro Filho matou dois assaltantes após ser roubado pela dupla na sexta-feira (15) à noite, na zona Norte de Natal. Segundo informações da Polícia, o militar está em Natal participando de um treinamento pela Força Nacional e ficou em um hotel no bairro de Ponta Negra. Quando saía do local onde estava hospedado em direção ao Gol preto que iria dirigir, o sargento foi rendido pelos assaltantes armados que não desconfiaram da profissão da vítima. Uma vez dentro do carro, apontaram a arma para a cabeça do policial e o mandaram o dirigir. De acordo com depoimento, a vítima viu os dois rapazes praticarem mais três assaltos no trajeto percorrido até a zona Norte. Já no loteamento Nova República, os dois foram surpreendidos por uma viatura da Polícia Militar na rua Castelo Branco. Ao imaginarem que poderiam ser abordados, os dois planejavam atirar nos PMs e na viatura. Nesse momento, o sargento aproveitou a distração da dupla, sacou sua arma e atirou nos dois. Um dos mortos não tinha identificação, mas foi reconhecido como “queixinho”. Ele morreu no local. Já o comparsa foi identificado como Daniel Lima da Silva, de 16 anos, ainda foi socorrido ao pronto-socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu e morreu. Fonte: Nominuto.com Enviar por e-mail BlogThis! Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook Compartilhar no Orkut Compartilhar no Google Buzz Marcadores: PROFISSÃO POLICIAL, V

Prefeitura demite funcionário porque ele teria amarrado um arame na porta da ambulância, para que os pacientes não viessem a cair do veiculo. Equipe do RONDA GERAL surpreende-se ao deslocar para fazer outra matéria ,deparou-se com uma ambulância da prefeitura de Camaragibe, a qual estava parada e o motorista amarando a porta para que os pacientes não viesse a cair ou provocar um acidente. Ao reportar esta noticia disseram que o pessoal da tribuna estava com falta de pauta e tava dando muita importância uma besteira. Não é besteira o paciente poderia cair ou a porta abrir e bater em um carro ou motociclista. O motorista foi demitido, isso é uma vergonha.

Presidiários armados com pistola 45 são presos na Ponte de Itapissuma A Polícia Militar prendeu quatro presidiários da Penitenciária Agroindustrial São João, a antiga PAI, em Itamaracá, no Litoral Norte de Pernambuco, iriam aproveitar a saída de final de semana a que têm direito para praticar crimes. A prisão aconteceu no início da manhã deste sábado (16) na Ponte de Itapissuma. Dentro do veículo em que eles estavam, foi apreendida uma pistola calibre 45 (de uso exclusivo das Forças Armadas) com 25 munições, além de mais de R$ 1 mil em espécie. Foram presos: Edson Nemésio Soares da Silva, de 29 anos; João Justino de Oliveira Neto, 34; Jailson Rodrigues de Melo, 40; e Leôncio Fortunato de Souza, 36. Todos eles cumpriam pena em regime semiaberto pelo crime de homicídio. Os quatro foram levados para a Delegacia de Plantão de Paulista.

Ministério da Justiça homologa requerimentos de Bolsa Formação http://raquelemerick.files.wordpress.com/2011/03/sala-de-espera.png Imagem Profissionais do setor de Segurança Pública do Brasil, estão comemorando a homologação dos requerimentos da Bolsa Formação, que é uma transferência direta de renda, com condicionalidades, que beneficia profissionais de segurança pública e justiça criminal em todo país. Isto ocorreu devido a portaria nº 224 do Ministério da Justiça (MJ), onde rezava que os requerimentos ANALISADOS seriam homologados até o dia 15 de abril de 2011. Agora, os que conseguiram a homologação, depois de quase seis meses de espera, aguardam com ansiedade a aprovação da Caixa Econômica Federal (CEF) para determinação e afixação do calendário de Pagamento do Benefício, expectando que não haja a mesma morosidade que houve para o tramite dos requerimentos.

Presidente estadual do Crea está preocupado com as vias de acesso à Arena da Copa FUTEBOL E POLÍTICA Por Ana Laura Farias, do Blog de Jamildo O presidente estadual do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea), José Mário Cavalcanti, está preocupado com o acesso da população à Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata. "Essas obras ''de suporte'' são fundamentais. Fico na expectativa de que elas saiam logo. Fico preocupado especialmente com o acesso dos torcedores que vivem nas Zonas Norte e Sul do Recife". O Crea-PE está realizando uma vistoria na Arena na manhã deste sábado. "Acho que os estádio tem plenas condições de cumprir o cronograma. Não vejo nenhum motivo para o contrário. Vai ficar um estádio muito bonito e seguro. Coisa de primeiro mundo", diz. A obra deverá ser concluída em 30 meses. O estádio só vai retornar ao Governo de Pernambuco em 2043. José Mário também demonstrou preocupação com a utilização da Arena Pernambuco após as Copa do Mundo. "Nós sabemos que os três grandes times do Recife [Náutico, Sport e Santa Cruz] têm estádios próprios e que geram renda com os ingressos dos campeonato. Espero que a Arena Pernambuco seja bem aproveitada depois também". O sistema Confea/ Crea já realizou audiências públicas em Brasília, Belho Horizonte e Salvador. A sessão recifense vai ocorrer no próximo dia 19 (terça), no Recife Praia Hotel. A próxima cidade a receber vistoria e audiência será Cuiabá. A Arena Pernambuco é de responsabilidade do consórcio formado pela Odebrecht Participações e Investimentos e pela Odebrecht Serviços de Engenharia e Construção. Por meio do modelo de Parceria Público Privada (PPP), entre o Governo de Pernambuco e o consórcio, o contrato prevê, além da construção do estádio, serviços de exploração, operação e manutenção da arena pelo prazo de até 33 anos, incluindo o período das obras. O investimentos na arena é de R$ 532 milhões. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou, na última quinta-feira (14) , um financiamento de R$ 280 milhões. O estádio pernambucano foi o primeiro a receber o benefício. Amazonas, Bahia, Ceará, Mato Grosso e Minas Gerais também pediram empréstimo ao programa BNDES Procopa, que tem vigência até 31 de dezembro deste ano. A presidente Dilma Rousseff se reunirá com os 12 governadores e 11 prefeitos das cidades sede da Copa do Mundo para falar sobre os preparativos do Mundial. Postado por Ana Laura Farias

sexta-feira, 15 de abril de 2011

TSE quer o plebiscito sobre armas O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Ministro Ricardo Lewandowski, afirmou, ontem, que é favorável à realização do plebiscito sobre a proibição do comércio de armas e munições, e adiantou que votaria “sim”, ou seja, pela proibição. O ministro, no entanto, prefere que a consulta popular seja marcada para 15 de novembro, a fim de que o TSE tenha mais tempo para tomar todas as providências necessárias. – A democracia permite que se façam tantas consultas quanto sejam necessárias, desde que haja um fato novo – comentou o ministro. – Acredito que o episódio de Realengo tenha gerado fatos novos que não eram até então cogitados. O ministro Lewandowski disse que a Justiça eleitoral tem condições de atender à convocação de um plebiscito antes do fim do ano, mas que precisaria, “evidentemente”, de dotação orçamentária extra.

Avanços na nanotecnologia são aplicados à medicina Uma equipa do IBMC-INEB publicou um artigo que descreve uma nova técnica capaz de reduzir o tempo de desenvolvimento de nanopartículas terapêuticas. O processo, que poderia levar mais de um ano, fica agora reduzido a alguns meses. Desta forma, a técnica pode aumentar a rapidez com que as partículas são colocadas no mercado, ao serviço dos cidadãos. A nanotecnologia é considerada, atualmente, uma das técnicas mais promissoras ao serviço da Biomedicina. Ana Paula Pêgo, coordenadora do projeto, explica que a nova técnica se baseia na "microscopia de força atômica", para a avaliar a interação entre moléculas. A coordenadora simplifica a técnica usando uma comparação com o funcionamento de um gira-discos. "A ponta da agulha de um gira-discos corresponde ao tamanho de um átomo que nos permite ligar coisas pequenas, ou seja, nanopartículas". De seguida, "passa-se essa 'agulha' em cima de células". Desta forma, a técnica consiste no desenvolvimento de "partículas específicas para um tipo de células", para que o agente terapêutico só atue nesse tecido celuloso, sendo possível fazer o "screening de várias células e ver onde é que a ligação dessa partícula à célula é mais forte". Em comparação, "é como se a agulha do gira-discos se ligasse de forma diferente ou com mais força a um tipos de discos", afirma Ana Paula Pêgo. A grande vantagem deste processo é que em vez de se utilizar estudos in vitro ou outras técnicas morosas, é possível reduzir substancialmente o tempo necessário para o desenvolvimento de nanopartículas terapêuticas. Nanopartículas permitem tratamentos diferenciados O grande objetivo da medicina contemporânea é "encontrar e utilizar tratamentos diferenciados de acordo com as doenças e os pacientes", ou seja, desenvolver "substâncias capazes de atingir exclusivamente as células que queremos tratar", diz a investigadora. Assim, a nanotecnologia é uma ferramenta em expansão mas já utilizada na clínica, na farmacologia e na medicina interna, nomeadamente no tratamento do cancro. O princípio básico é a produção de partículas, mil vezes menores que o diâmetro de um cabelo, revestidas com substâncias que lhes permitem aderir a alvos específicos. Trata-se de preparar partículas que, depois de ejetadas no corpo, irão colar-se exclusivamente às células-alvo. A nanotecnologia tem tido "um impacto muito grande", garante Ana Paula Pêgo. Algumas técnicas, como a microscopia de força atômica, têm sido postas ao serviço da medicina "não só para desenvolver sistemas mais eficientes de entrega de agentes terapêuticos, mas também para perceber os mecanismos de algumas doenças", explica. Por exemplo, este tipo de técnicas já foi usado para estudar a interação de vírus com células humanas e para entrega de fármacos com efeitos secundários menores. A técnica foi comparada com o método tradicional in vitroe "os resultados são semelhantes", garante a coordenadora. A nova técnica pode ter uma aplicação relevante no diagnóstico de cancro, pelo que a equipa de investigação está a explorar a utilização de nanopartículas para tratamento do cancro, em parceria com o IPATIMUP. Este trabalho foi desenvolvido por dois investigadores do IBMC-INEB, associado à Universidade do Porto, em colaboração com o Institute for Biophysics Johannes Kepler, da Universidade de Linz, na Áustria. A técnica ficou estabelecida com este trabalho, no contexto da terapia génica e, agora, "queremos expandir a técnica para outros tecidos e para outros tipos de nanopartículas", afirma Ana Paula Pêgo.

Policlínica elabora novas regras de atendimento aos usuários Atender melhor aos usuários. Esse é o lema da nova diretoria da Policlínica que anuncia através do Blog 4 de Maio as novas regras da entidade. De acordo com o tenente Webiston Macedo, as medidas pretendem oferecer maior comodidade para os militares e seus dependentes. “Temos como princípio atender com excelência aos nossos usuários”, afirmou Macedo. Agendamento Motivos de muitas reclamações, a forma de agendamento foi alterada. Agora, os militares terão que marcar as consultas por telefone através do número (68) 3227-1320. As regras passam a vigorar, para esse serviço, no dia 18 deste mês e funcionará de segunda a sexta, das 8 às 17 horas. Consultas Clínicos gerais, pediatras, ginecologistas, nutricionistas e psicologistas atenderão 12 pacientes por dia, cada um. O serviço de odontologia disponibilizará 10 atendimentos diários. No período da manhã, a Policlínica contará com 2 clínicos gerais, 1 pediatra, 1 ginecologista, 1 nutricionista, 2 cirurgiões dentistas e um psicólogo. Já período da tarde, a FUNSAU contará com 1 clínico geral, 1 ginecologista e 2 cirurgiões dentistas. O início do atendimento às consultas agendadas é 25 de abril. O horário de autorização das guias de encaminhamento será das 7h30min às 15h. Você pode colaborar A Policlínica deixou um e-mail para que os militares possam escrever críticas e ofertar sugestões. Isso representa um avanço dentro da própria Policia Militar, já que antes tudo se resolvia entre os oficiais da equipe de direção. Os militares podem enviar seus comentários para o e-mail: acaosocial.pmac@gmail.com. Confira o quadro divulgado pela Policlínica

GOVERNADOR EDUARDO IRÁ CONTRATAR 210 TEMPORÁRIOS POR 24 MESES "SAIU NO DO DE HOJE 15ABR11 O EDITAL A IAUPE/UPE REALIZARÁ O CONCURSO QUE CONTRATARÁ TEMPORÁRIOS POR 2 ANOS, O VALOR DA INSCRIÇÃO SÃO R$ 40,00, JÁ O CONTEÚDO DA PROVA SÃO PORTUGUÊS, RACIOCINIO LÓGICO E CIDADANIA." PORTARIA SAD Nº 555, DE 14 DE ABRIL DE 201 O SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO, tendo em vista o Ofício SAD/CPP nº 029/2011, de 21 de fevereiro de 2011, a Deliberação Ad Referendum do CPP nº 16/2011 e o Decreto nº 36.398, de 11 de abril de 2011, RESOLVE: I. Abrir Seleção Pública Simplificada para a contratação temporária de 210 ( duzentos e dez) profissionais de nível médio, para a função de Assistente de Atendimento ao Cidadão para as unidades do Expresso Cidadão instaladas na Região Metropolitana do Recife, visando a atender excepcional interesse público do Programa Expresso Cidadão, nos termos da Lei nº 10.954/93, e alterações posteriores, da Lei Complementar nº 049/2003, e do Edital constante do Anexo Único desta Portaria. II. Determinar que o processo seletivo simplificado de que trata o item anterior será válido por 01 (um) ano, prorrogável por igual período, contado a partir da data da publicação da Portaria de publicação do resultado final e homologação. III. Instituir a comissão coordenadora responsável pela normatização e acompanhamento da execução do presente processo seletivo, ficando, desde já, designados os seguintes membros, sob a presidência do primeiro. IV. Estabelecer que é de responsabilidade do Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco - IAUPE a criação das condições técnicas necessárias a inscrição, elaboração, aplicação e correção das provas, julgamento dos recursos, entrega do resultado final, além de todos os comunicados que se fizerem necessários. V. Fixar em até 24 (vinte e quatro) meses, prorrogáveis por igual período, o prazo de vigência dos contratos temporários provenientes da seleção pública simplificada de que trata a presente Portaria. VI. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. VII. Revogam-se as disposições em contrário. José Ricardo Wanderley Dantas de Oliveira Secretário de Administração Aos atos advindos da execução da Seleção Simplificada, para os quais é exigida ampla divulgação, será utilizado o endereço eletrônico http://www.upenet.com.br, como forma de garantir a transparência do processo, devendo o resultado do certame ser publicado no Diário Oficial do Estado de Pernambuco. O candidato deverá efetuar o pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 40,00 (quarenta reais), através de boleto bancário, em qualquer Casa Lotérica vinculada à Caixa Econômica Federal. Inscrição - 18/04 a 08/05/2011 www.upenet.com.br Pedido de Isenção de Taxa de Inscrição - 18/04 a 26/04/2011 www.upenet.com.br Divulgação das isenções deferidas Até - 28/04/2011 www.upenet.com.br FONTE: DIARIO OFICIAL PERNAMBUCO/http://sargentoricardo.blogspot.com/

Associação de Esposas de Militares do Vale do São Francisco da entrevista hj no programa de Néa Gonsalves

Hj as 7:00 da manhã a  Associação de esposas de militares do Vale do São Francisco daram uma entrevista na Rádio Grande Rio Fm  no programa de Néa Gonsalves onde serão colocados os aspectos que motivaram a criação da asssociação e quais as ações que essa sociação agora entidade de direito tem desenvolvido ao longo desses dois anos de existência.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Relatório dos Estados Unidos (EUA) , diz que polícia brasileira comete abusos e torturas. Governo brasileiro não reconhece autoridade aos EUA para avaliar direitos humanos no BRASIL. A polícia brasileira abusa da violência, comete tortura e não protege testemunhas de processos criminais, segundo o relatório sobre direitos humanos, divulgado hoje pelo Departamento de Estado norte-americano. Na lista de transgressões cometidas no ano passado por entidades de segurança no Brasil, estão igualmente as "condições deploráveis" das prisões e ações que "fogem ao controlo" das autoridades. Segundo o relatório, que será encaminhado ao Congresso norte-americano, "as forças de segurança dos estados têm cometido numerosos abusos de direitos humanos". A lista de violações aos direitos humanos inclui ainda a "relutância em processar e a ineficiência do julgamento de funcionários públicos acusados de corrupção, a discriminação contra mulheres, a violência contra crianças, incluindo o abuso sexual". O relatório salientou a discriminação contra as minorias indígenas, "grandes falhas na aplicação das leis laborais, o trabalho escravo e o trabalho infantil no setor informal" da economia. Segundo o Departamento de Estado, quem comete abuso contra os direitos humanos "frequentemente goza de impunidade", há "penas prolongadas de detenção" e o adiamento injustificado de julgamentos. O Governo federal e seus agentes "não cometeram assassínios por motivos políticos, mas os assassínios perpetrados pela polícia dos estados foram generalizados, em particular nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro", refere ainda o relatório. Em muitos casos, "os agentes policiais empregaram força letal, indiscriminada, nas detenções, e noutros casos morreram civis depois de maus-tratos ou de tortura nas mãos de agentes policiais". O relatório sublinhou que a política de pacificação de favelas, no Rio de Janeiro, significou uma "redução da violência em 12 comunidades, mas a polícia continua a depender de métodos repressivos". No ano passado, a polícia do Rio de Janeiro matou "mais de 500 pessoas em atos de resistência, frequentemente sem suficiente ou independente investigação", descreve o documento. Na região metropolitana de São Paulo, foram registadas 12 chacinas que resultaram na morte de 46 pessoas, entre janeiro e outubro de 2010. O relatório salientou igualmente que as eleições presidenciais de 2010 foram "em geral livres e limpas". Lusa Governo brasileiro não reconhece autoridade aos EUA para avaliar direitos humanos O governo brasileiro "não se pronuncia sobre o conteúdo de relatórios elaborados unilateralmente por países, com base em legislações e critérios domésticos". Da Redação Brasília - O governo brasileiro rejeitou o relatório anual do Departamento de Estado dos Estados Unidos sobre direitos humanos, divulgado nesta sexta-feira (8). De acordo com nota do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), o governo brasileiro "não se pronuncia sobre o conteúdo de relatórios elaborados unilateralmente por países, com base em legislações e critérios domésticos, pelos quais tais países se atribuem posição de avaliadores da situação dos direitos humanos no mundo". Segundo Brasília, "tais avaliações não incluem a situação em seus próprios territórios e outras áreas sujeitas de facto à sua jurisdição". "O Brasil reitera seu forte comprometimento com os sistemas internacionais de direitos humanos, dos quais participa de maneira transparente e construtiva. O Brasil permanecerá engajado, em particular, no mecanismo de Revisão Periódica Universal do Conselho de Direitos Humanos, instância criada para avaliar situações de direitos humanos nos países membros das Nações Unidas", lê-se no comunicado distribuído pelo Itamaraty.

Supremo Tribunal Federal Suspende Ação Penal Contra Militares em Pernambuco. Ninguém é Obrigado Produzir Provas Conta si Mesmo. Gilmar Mendes suspende ação penal contra militares O indiciado não é obrigado a responder aos questionamentos durante investigação policial sem a presença de um defensor. A conclusão é do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que suspendeu Ação Penal, em custo na 7ª Circunscrição Judiciária Militar em Recife, contra cinco militares acusados de praticar falso testemunho. O ministro afirmou que o direito ao silêncio, que assegura a não produção de prova contra si mesmo, é pedra angular do sistema de proteção dos direitos individuais e materializa uma das expressões do princípio constitucional da dignidade da pessoa humana. Segundo os autos, os policiais, membros da Associação dos Praças do Exército Brasileiro, não teriam respondido às perguntas formuladas pelo encarregado do inquérito policial militar que investiga “sindicalismo militar”. Ao analisar os pedidos de Habeas Corpus, o ministro destacou que os militares fizeram uso do direito ao silêncio, afirmando que só responderiam na presença de seus advogados. A defesa alegou que, na condição de indiciados, e não de testemunhas, eles não seriam obrigados a responder aos questionamentos sem a presença de defensor, uma vez que poderiam produzir provas contra eles mesmos. Com esse argumento, pediam a suspensão liminar do processo. No mérito, pedem o arquivamento da ação penal. Com informações da Assessoria de Imprensa do STF.

domingo, 10 de abril de 2011

Polícia apreende 150 kg de cocaína no Porto do Recife domingo, 10 de abril de 2011 A polícia prendeu, na tarde deste domingo (10), um casal suspeito de tentar levar para a Espanha cerca de 150 quilos de cocaína pura escondidos na proa de um barco. De acordo com a polícia, a droga estava acondicionada em baixo do assoalho de uma embarcação proveniente de Cuba. O barco Yeux 2 está ancorado desde janeiro no Pernambuco Iate Clube (PIC), localizado na Avenida Engenheiro José Estelita, bairro de São José, centro do Recife. Segundo as investigações, ele chegou trazido por outro argentino, que já foi embora. Carlos Nicolas Lombardo, de 33 anos, e Yasmin Fercylla, de 22, foram presos em flagrante por tráfico internacional de entorpecentes e estão sendo conduzidos à delegacia para prestar esclarecimentos. Os dois negam tudo. Segundo a versão contada por Carlos, ele trabalha como mecânico na Argentina e teria comprado o barco sem saber da existência da droga. Yasmin é brasileira e trabalha como empregada doméstica no Recife. Ela é apontada como cúmplice do argentino, uma vez os dois mantém um relacionamento amoroso. Após as praxes processuais, os dois serão encaminhados a penitenciárias da Região Metropolitana do Recife.

Campanha contra armas recomeça após massacre Após o massacre de 12 crianças na escola de Realengo, o governo e o Viva Rio decidiram recomeçar imediatamente a campanha do desarmamento, voltando a pagar por unidade devolvida com o objetivo de tirar rapidamente de circulação uma grande parte das 14 milhões de armas em mãos de civis – das quais cerca de 7,6 milhões são ilegais. Segundo o pesquisador Daniel Cerqueira, do Ipea, para cada 18 armas apreendidas, uma vida é salva. Em reunião amanhã com o alto escalão do Ministério da Justiça, o Viva Rio proporá que também seja remunerada com alguns centavos a entrega de munição e apoiará a ideia do governo de tornar obrigatório o uso de chips em revólveres para facilitar a localização de armamento extraviado

Equipe da 7ª Companhia Independente da PM faz palestra em escola de Lagoa Grande! 08 de Abril de 2011 No momento em que o Brasil ainda tenta se refazer da tragédia na escola municipal Tasso da Silveira, no bairro Realengo, Rio de Janeiro, torna-se cada vez mais importante o trabalho educativo realizado pela Polícia Militar de Pernambuco em escolas da rede pública. Na tarde de ontem (07), o comandante da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), major Queiroga, acompanhado pelo subcomandante, capitão José Roberto, estiveram na escola municipal Maria Auxiliadora, no Centro de Lagoa Grande (PE), sertão do estado. Com eles também estiveram os soldados Rocha, César, Vitório, Liliana e Jayce, que são os instrutores do projeto Patrulheiro Mirim e do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A equipe da PM palestrou sobre o bullying e ressaltou aos alunos a importância de valores como família, escola e amigos. Foi feita, ainda, uma dinâmica de grupo baseada no episódio ocorrido no Rio, na qual os alunos da escola Maria Auxiliadora relataram casos de violência vivenciados por eles. A turma aprovou a ideia. (foto/divulgação) Fonte: Blog do Carlos Britto/Blog Diniz K-9 / http://sargentoricardo.blogspot.com

A manutenção de uma viatura da PM custa R$ 28.000,00 (vinte oito mil reais), valor esse que daria pra compra um carro popular

Manchete do Portal Último Segundo: No Ceará, policiais usam viatura para dormir e como motel

Veículos novos comprados pelo governo do Estado foram usados como "casa" pelos PMs



Picapes de cabine dupla modelo Hilux SW4 com ar condicionado e câmbio automático, no valor estimado de R$ 150 mil cada. As modernas e luxuosas viaturas utilizadas pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) desde 2007 deveriam estar exclusivamente a serviço da segurança da população cearense. Deveriam. É que alguns policiais estão usando o conforto dos veículos para outros fins.

Nesta sexta, 8, dois policiais da 1ª Companhia do 6º Batalhão da capital Fortaleza foram punidos por transgressão disciplinar. Um subtentente e um soldado vão passar dez dias recolhidos no quartel. O motivo: ano passado eles foram fotografados ao lado de mulheres trocando abraços e beijos dentro dos veículos.

A prisão disciplinar de dez dias saiu barato para os dois se comparada a outro caso. Na última semana de março, três policiais do Batalhão de Policiamento Comunitário (BpCom), conhecido como Ronda do Quarteirão, foram expulsos da corporação por terem sido flagrados por uma tenente que faz a fiscalização das rondas dormindo dentro de uma viatura, em outubro do ano passado.

Agora o caso mais grave. Este envolve três policiais, também do Ronda, que fizeram o veículo de motel junto com duas garotas no interior de uma das viaturas. O sistema de videomonitoramento do carro gravou tudo.

Os três deram carona para as duas jovens na viatura, na madrugada do dia 20 de novembro de 2010, na área da 6ª Companhia do 5º Batalhão, do Antônio Bezerra. As imagens captadas pelo sistema de videomonitoramento mostram momentos em que um dos PMs toca os seios das duas garotas.

Na época, os policiais ficaram apenas cinco dias recolhidos no quartel da BPCom. Foi aberto um procedimento administrativo para apurar o caso. As investigações já foram concluídas, mas ninguém foi punido até agora.

Segundo a assessoria de comunicação da PM, a deliberação do conselho formado por três oficiais foi concluída em 31 de março e encaminhada ao comandante geral da PMCE, coronel Werisleik Matias, pedindo a expulsão dos envolvidos. O comandante ainda não decidiu se vai acatar.

Gastos

O programa Ronda do Quarteirão é uma das principais marcas do governo Cid Gomes (PSB). Quando implantou o programa, em 2007, no primeiro mandato, o governador enfrentou críticas sobre a necessidade de veículos de luxo, como a Hilux, para controle da segurança pública.

A polêmica se agravou quando os motoristas começaram a provocar colisões nas vias públicas. Em 2010, passou de 100 o número de acidentes (um recorde para o Estado) envolvendo as viaturas do modelo Hilux. Começou-se então os questionamento sobre a adequação desse tipo de carro para realizar perseguições, e a própria perícia dos motoristas foi posta em dúvida.

Os inúmeros acidentes fizeram a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) proibir as viaturas do BPCom de trafegarem em área urbana com velocidade superior 50 km/h.

A manutenção dos carros trouxe a baila uma nova polêmica. Conforme extrato de contrato publicado no Diário Oficial, a revisão anual das viaturas gera com uma despesa de aproximadamente R$ 28 mil por carro.

Sono e despreparo

Para o presidente da Associação dos Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Pedro Queiroz, os números e a natureza das ocorrências refletem o despreparo dos policiais que estão ingressando nos quadros da corporação nos últimos anos.

“Eles não tiveram uma formação à altura que a população precisa. Esses meninos não tinham ainda capacidade suficiente para compreender a postura que o policial deve ter na rua”, justifica o presidente da associação. Para os dorminhocos, Pedro Queiroz reserva outra desculpa. Segundo ele, a jornada de trabalho é extenuante.

Na decisão sobre a punição dos dois policiais fotografados abraçando e beijando garotas durante o serviço, o comandante-geral da PMCE, coronel Werisleik Matias, de certa forma reconhece o que afirma o presidente da associação. Para ele, a falha dos PMs em questão demonstra “falta de profissionalismo, indisciplina e incorreção de atitudes, ao permitirem serem fotografados ao lado de mulheres em poses que evidenciam intimidade”.

A reportagem do iG tentou diversas vezes ouvir o comandante da PMCE sobre o assunto. A assessoria do coronel, contudo, sempre justificou que a agenda dele estava cheia.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Em Pernambuco nós não queremos isso, nós queremos subsídios, nós só queremos valores que poderemos levarmos para a nossas aposentadorias e não migalhas que perdemos quando adoecemos ou nos aposentamos. Governo reajusta Diária de Alimentação para PM de São Paulo DECRETO Nº 56.912, DE 7 DE ABRIL DE 2011 DOE-SP de 08/04/2011 (nº 66, Seção I, pág. 1) Fixa o valor da diária de alimentação, prevista na alínea "h" do artigo 91 do Decreto-Lei nº 15.620, de 29 de janeiro de 1946, e dá providências correlatas. GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, decreta: Art. 1º - A diária de alimentação prevista na alínea "h" do artigo 91 do Decreto-Lei nº 15.620, de 29 de janeiro de 1946, será paga ao policial militar em serviço de vigilância especial, por período ininterrupto e superior a 12 (doze) horas diárias, quando não vença diária de diligência e não receba refeição por parte de qualquer Organização Policial Militar, calculada mediante aplicação do coeficiente 0,2 (dois décimos) sobre a Unidade Básica de Valor - UBV, instituída pelo artigo 33 da Lei Complementar nº 1.080, de 17 de dezembro de 2008. § 1º - Quando a permanência for de duração superior a 8 (oito) horas e inferior a 12 (doze) horas ininterruptas, o valor da diária de alimentação corresponderá à metade do valor apurado na forma do caput deste artigo. § 2º - A diária de alimentação prevista neste artigo não se incorporará aos vencimentos e sobre ela não incidirá qualquer outra vantagem pecuniária. § 3º - O limite máximo mensal de concessão de diária de alimentação, de que trata este artigo, fica fixado em 12 (doze). Art. 2º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 1º de abril de 2011, ficando revogado o Decreto nº 53.913, de 29 de dezembro de 2008.

Comoção pela tragédia em Realengo Desta vez, não se pode culpar a segurança pública pelo que aconteceu na escola municipal de Realengo, Zona Oeste do Rio. É impossível prever um comportamento destes, por que se trata de deliquência. Em todos nós, uma tristeza imensa ao saber que crianças foram mortas dentro da sala de aula, na escola, onde todos os pais pensam: meu filho está seguro. A solução também não é colocar detector de metais nas escolas nem escalar policiais para vigiar o local. Escola não é ambiente para se portar armas nem se criar uma atmosfera de insegurança ou fragilidade. Poderia ter sido pior se o sargento PM Márcio Alexandre Alves (BPRv) não se fizesse presente. Aqui, também deixamos nosso reconhecimento por sua ação eficiente. Essa tragédia nasceu da mente perturbada do psicopata Wellington Menezes de Oliveira. Só posso pensar que se trata de um doente mental. Veio ainda da incompetência em perceber o outro, veio de famílias desintegradas provavelmente sem acesso aos bens básicos de saúde e mesmo de educação. Para se somar, um estado que não consegue fiscalizar, pois como pode um jovem sem recursos, vindo de família humilde, conseguir armas de alto calibre e munição? Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli descobriram que o atirador ainda tinha 66 munições para serem deflagradas quando foi alcançado pelo sargento Márcio Alves. Agora, as famílias choram por suas crianças queridas e por tudo que elas poderiam ser. Uma dor sem fim. Que o Estado e o Município fiquem ao lado dessas famílias dando o suporte necessário de saúde, acompanhamento psicológico e financeiro. Aqui, como pai e cidadão, quero humildemente deixar meu abraço e desejar paz e força para todos os familiares dessas crianças. Com certeza, Deus já as recebeu.

Tiririca e a PEC 300 A votação expressiva do palhaço Tiririca, que obteve mais de 1,35 milhão de votos, trouxe outros três parlamentares com base na regra do quociente eleitoral, que nesse pleito paulista ficou em torno de 300 mil votos. Além de Tiririca ter sido eleito sem contar com ajuda de ninguém, essa regra trouxe mais três deputados da sua coligação: Otoniel Lima, do PRB, Vanderlei Siraque, do PT, e Protógenes Queiroz, do PCdoB. Desses novos parlamentares, Otoniel Lima, que é Cabo do Exército na Reserva, vereador por dois mandatos e eleito deputado estadual em 2006, além de comprar a briga da PEC 300, foi mais adiante. Posicionou-se como presidente e foi um dos criadores da Frente Parlamentar em Defesa da PEC 300. A Frente Parlamentar já começa vistosa haja vista que, de um mínimo de 198 assinaturas para emplacar uma frente parlamentar na Câmara Federal, a da PEC 300 já ultrapassou 200 assinaturas. É mais uma ferramenta a ser utilizada em favor dos propósitos de se valorizar os profissionais que dedicam as suas vidas em defesa da liberdade dos brasileiros. Viva o Deputado Tiririca.

PERNAMBUCO, Ótima notícia: Comandante Geral da PMPE confirma que proposta do Governo será apresentada dia 28 Bastou as entidades representativas reunidas confirmarem uma nova Assembléia Geral que finalmente o Governo do Estado decidiu dialogar. Na tarde desta quarta-feira (06/04), os líderes das Associações foram convocados para uma reunião de urgência com o Comandante Geral da PMPE, Cel Tavares Lira. Tão logo foi dado início ao evento, o Comandante repassou a ótima notícia de que finalmente o anúncio dos valores de aumento salarial dos PMS e BMs ativos e inativos, oficiais e praças será anunciado no próximo dia 28/04. Valeu a pressão. Diante deste importante passo, as entidades reunidas decidiram realizar uma Assembléia Geral no dia 29/04 e não mais no dia 12/04. A decisão tem como objetivo atender a necessidade de apresentação de algo concreto a tropa para que possa ser avaliado, discutido e votado durante a Assembléia. Será no dia 29/04, a partir das 14 horas, na Praça do Memorial de Medicina. Desta feita, com ônibus trazendo muitos companheiros dos municípios do interior do estado, além do massivo comparecimento do pessoal da capital e adjacências, para a tão esperada votação da proposta e outras deliberações conjuntas. Não podemos deixar a tropa com dúvida. Muitos são os questionamentos sobre a mudança de data da Assembléia Geral dos Policiais e Bombeiros Militares. Definitivamente, não recuamos. Pelo contrário. Até o último minuto, cobramos do Governo do Estado um posicionamento quanto a apresentação de uma proposta para termos algo de concreto a apresentar a tropa. A Assembléia foi então remarcada para o dia 29/04 por diversos motivos: ter uma proposta real em mãos e ter mais tempo para mobilizar toda a tropa (Da Capital ao Interior) para que no dia 29 haja uma participação em massa. Somente mostraremos força se estivermos unidos e comparecermos a Assembléia.

Parabéns meus companheiros de farda, se não fosse por vocês, aquele monstro tiraria muito mais vidas inocentes! Os Heróis do Realengo 8abr2011 Em: Polícia Militar, Reflexão Autor: Danillo Ferreira Na pior chacina ocorrida na história recente do Brasil, o papel de policiais militares do Rio de Janeiro foi imprescindível para estancar o já trágico banho de sangue. O sargento Márcio Alexandre Alves, 38 anos, o cabo Ednei da Silva, 33 anos, e o cabo Denilson Francisco de Paula, 32 anos, compunham a guarnição que adentrou ao colégio em que crianças estavam sendo mortas a tiros, no Realengo, Rio de Janeiro. Segundo relato do sargento Márcio, que tem 18 anos de PMERJ, Wellington, autor do massacre, disparou duas vezes contra o policial, que reagiu, atingindo-o no abdômen. Posteriormente, o criminoso se matou. São várias as possibilidades de desdobramento para uma ação como esta: os policiais poderiam ter sido atingidos, possibilitando a continuidade do massacre; o disparo do sargento poderia ter atingido algum inocente etc. Segundo a polícia técnica, o atirador ainda possuía 66 cartuchos não deflagrados, o que nos dá a dimensão do que poderia acontecer caso os policiais militares não atuassem. O Governador Sérgio Cabral chamou os PM’s de “heróis”. O próprio sargento comandante da guarnição disse que “estava apenas cumprindo seu dever”. Ambos estão certos. Quem poderá explicar para os pais das crianças que sobreviveram que esses policiais não são heróis? Arriscar a vida, atuar no tênue limite da ação exitosa e trágica não é um ato de heroísmo? Julgo que sim. Por outro lado, não há que se negar que este é o papel do policial militar. Não se pode exigir menos dele. Esta é a gênese da profissão. Por isso, falamos e cobramos aqui e em outros espaços a valorização do profissional policial, pois esta é a única, dentre todas as profissões, que vive permanentemente neste conflito, nesta vulnerabilidade – entre a vida e a morte, entre o êxito salvador e o fracasso trágico. O sargento Márcio e os cabos Ednei e Denilson, são, sim, heróis. Heróis do cotidiano, que apareceram no pior morticínio que o Brasil já assistiu. Outros deles há, desvalorizados e ocultos, esperando não precisar de dores, sangue nem choro para que sejam lembrados e entendidos em seu heroísmo.

terça-feira, 5 de abril de 2011

A AMMIVASF FAZ REUNIAO COM OS MILITARES DO 5BPM.

AMANHA DIA 06.04.2011 A  A DIRETORIA DA AMMIVASF ESTARÁ  NA PARADA GERAL DO 5BPM PARA PASSAR INFORMAÇOES SOBRE O ANDAMENTO DO PROCESSO DA CONSTRUÇAO DAS CASAS DOS MILITARES.

Policial preso deve preparar sua própria comida Pedido de liminar para suspender norma com mais de três anos de vigência é incabível. A tese foi aplicada pela desembargadora Marialva Henriques Daldegan Bueno, do Tribunal de Justiça de Rondônia, ao negar liminarmente Mandado de Segurança proposto pela Associação dos Familiares dos Praças da Polícia Militar (Assfapom). A entidade pedia a suspensão do artigo do Regulamento Disciplinar da Polícia Militar do Estado de Rondônia que atribui aos policiais presos administrativamente a responsabilidade de providenciar a própria alimentação. No mérito, a associação pede a declaração de ilegalidade do ato "de forçar o policial militar a providenciar sua própria alimentação quando estiver cumprindo pena administrativa". Em sua decisão, a desembargadora explicou que a concessão de liminar deve preencher os quesitos da existência de direito alegado e do perigo da demora em se decidir sobre a questão. Porém, o regulamento da PM foi instituído pelo Decreto 13.255, de 2007, mais de três anos após o pedido de liminar. Ela considerou ainda que não há notícias nos autos de que houve contestação da constitucionalidade da norma nesse período. "Não é agora, portanto, que se deva pretender impingir urgência onde não há." A relatora observou também que o deferimento da liminar confunde-se com o provimento do mérito, pois obrigaria o governo de Rondônia a fazer despesas sem previsão de receita, o que é vedado por via de Mandado de Segurança, de acordo com o artigo 7º, parágrafo 2º, da Lei 12.016/09. Ao negar a liminar, a desembargadora determinou a notificação, com urgência, do governador de Rondônia e do comandante da Polícia Militar, solicitando informações no prazo de 10 dias. Após esse prazo, o pedido deve ser julgado pelo Tribunal Pleno do TJ-RO. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RO.

E a PEC 300 da Paraíba? – Eis o "X" da questão...

Nas aulas de Matemática, são comuns exercícios que dizem “encontre o valor de X”. Nas relações políticas, o ‘X da questão’ ainda é uma incógnita. E sem professor que mostre a fórmula do sucesso. Estamos falando da eterna ladainha de declarações entre o governador Ricardo Coutinho (PSB) e o ex-governador José Maranhão (PMDB), em torno da famosa “PEC 300 da Paraíba”. Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (4), Maranhão voltou a dizer que “havia dinheiro para pagar o reajuste salarial dos profissionais da segurança pública”. E reascendeu o debate. Horas depois, o governo atual logo se manifestou a respeito do assunto, reafirmando a falta de recursos para tal. Ou seja: a mentira – só Deus sabe de que lado – continua a aborrecer a cabeça de pais de família, já cansada dos problemas originados pela função que exercem. Cada vez que se toca no assunto, mais o trabalhador se vê enganado. Será que a ‘veracidade’ desse projeto de lei vai gerar mais controversas do que a morte de Getúlio Vargas?
O "X" da questão
Desde o surgimento das discussões jurídico-legais do tema, nós batemos na tecla: os sindicatos e associações deveriam unir esforços no sentido de contratar um bom jurista para dizer ‘por A + B’ quem mente e quem fala a verdade nessa história. São essas entidades que deveriam ocupar o espaço desse ‘X’ na imagem acima. Por enquanto, fica uma palavra contra a outra. E a incógnita que atormenta o policial a cada troca de declarações bilaterais.

Fonte: Paraiba em QAP / http://sargentoricardo.blogspot.com

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Todos sabem que quem diminui o indíce de Homicídio é a PM, só que a PMPE, estar em fase de negociação salarial, ocorre que os negociadores do Estado estão tentando leva a negociação com a PMPE em Banho Maria (Desde do mês de novembro de 2010, sem apresentar numero sobre o subsídio), resultado disso "Homicídios voltam a subir em Pernambuco". Secretários os Senhores que estão negociandos, os Senhores estão negociando com vidas resolvam logo esse impasse! Homicídios voltam a subir em Pernambuco Em março, pela primeira vez em 27 meses consecutivos, o número de assassinatos cresceu. Foram 325 mortes até dia 30, contra 319 crimes no mesmo período de 2010 Cláudia Vasconcelos Eduardo Machado Com o assassinato do agricultor José Severino da Silva, 75 anos, na noite de anteontem, em Lagoa do Carro, Mata Norte, a Gerência de Estatística da Secretaria de Defesa Social, pela primeira vez nos últimos 27 meses, teve que marcar de vermelho o indicador de homicídios do Estado. A violência voltou a crescer em Pernambuco. De acordo com dados publicados no site da SDS, foram 325 assassinatos até o dia 30 de março de 2011, já superando os 319 anotados em março do ano passado. O balanço oficial, incluindo os casos de ontem, só deve ser publicado em 15 dias. A família do agricultor José Severino da Silva, 75 anos, não entendia por que um homem que nunca se envolveu em brigas, era pacato e querido pela comunidade onde vivia, no interior do Estado, acabou morto sem chance de defesa. Às 20h de anteontem, a esposa do idoso ouviu barulho de tiros perto de casa. Saiu para perguntar ao marido, sentado na calçada, se ele tinha escutado. Entrou em choque ao ver que ele fora a vítima. Dois motoqueiros pararam a moto numa praça e seguiram a pé até a residência de José Severino. Encapuzados, chegaram disparando. “Ele era uma pessoa boa, trabalhava na rocinha que tinha. Todo mundo gostava dele. Mas quem fez isso vai ser preso, confio em Deus”, espera a filha mais velha, Elizabete Maria da Silva, 57 anos, que passou a tarde no Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife com os irmãos esperando a liberação do corpo do pai. Sandra de Amorim, 28, outra filha do agricultor, não se conforma com o assassinato do pai. “Ele não teve sequer o direito de se defender”, lamenta. A Delegacia de Lagoa do Carro identificou um suspeito e estava à sua procura até as 18h de ontem. O indicativo de que os homicídios estavam voltando a crescer surgiu pela primeira vez no início do ano. Após uma queda de mais de 20% em dezembro, janeiro chegou com apenas 3% de diminuição nos assassinatos. A performance ruim continuou em fevereiro com uma redução de apenas 1%. O mês de março chegou com criminalidade letal em alta. Apesar de o Carnaval ter ocorrido no início do mês, o dia mais violento foi registrado no penúltimo fim de semana com 23 execuções em todo o Estado. Quase uma por hora. “Não acredito que isso signifique que a política de segurança esteja equivocada. Continuo analisando como vitoriosa a estratégia do governo para enfrentar a violência, mas está claro que é preciso reavaliar os métodos atuais e identificar onde é possível melhorar”, pontuou o professor Adriano Oliveira, do Departamento de Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco. O Programa Estadual de Segurança Pública foi lançado em maio de 2007. No entanto, a sua mais poderosa ferramenta (a gestão e monitoramento de áreas de segurança) só entrou em operação no fim de 2008. Período que coincide com o início da série histórica de 27 meses seguidos de redução nos índices de homicídios. Pelo programa do governo, o Estado foi dividido em 24 áreas integradas de segurança (AIS). Cada uma delas é gerida por um delegado e um oficial da Polícia Militar. Toda quinta-feira, em reuniões na Secretaria de Planejamento, os representantes das AIS (em um sistema de rodízio) apresentam seus resultados em um auditório. Uma vez por mês, o próprio governador comanda a reunião. Materia vinculadas. Estado prevê melhor média histórica para o primeiro trimestre O governador Eduardo Campos e a cúpula da Secretaria de Defesa Social cumpriam agenda, ontem, no interior do Estado e não quiseram comentar a quebra na série histórica de redução no número de homicídios. No início da noite, a assessoria de comunicação da SDS enviou a seguinte nota para o Jornal do Commercio: “O Pacto Pela Vida é uma política permanente de segurança pública que, mês a mês, vem aprimorando seus processos de acompanhamento, diagnóstico, avaliação e combate à criminalidade. Neste mês de março, embora a redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais não se realize, de acordo com a portaria n° 1007, de 27 de julho 2006, a contagem dos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) do mês de março só serão consolidados no décimo quinto dia útil do mês subseqüente. A projeção é que o primeiro trimestre de 2011 seja o melhor da série histórica. Destacamos que registramos nos últimos dois meses deste ano, por meio da ampliação significativa do nosso enfrentamento ao crack, apreensões que totalizam 238,8 quilos. No mesmo período de 2010, os números de apreensões de crack foram de 8,2 quilos. Diante dessa atuação forte o "mercado" do crime vem perdendo espaço e acirrando as disputas internas e provocando a morte entre integrantes quadrilhas rivais. Vamos avançar e mais veementemente combater estes criminosos dentro desta política vitoriosa que já salvou 2.100 vidas desde 2007.” A queda nos índices de homicídios durante 27 meses seguidos não foi linear. No comparativo de cada mês com o seu correspondente do ano anterior se registraram totais menores. Por exemplo, em janeiro de 2011 houve mais assassinatos do que em dezembro de 2010. O total cresceu de 300 para 316 casos de um mês para o outro. No entanto, ao comparar janeiro de 2011, com janeiro de 2010 houve um diminuição de 11 execuções. Esse comparativo não linear permite aplicar indicadores de sazonalidade particulares a cada mês do ano, coisa que não se registra quando a análise focaliza os números mês a mês. Fonte: Jornal do Commercio

A ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DECIDIU PELA PARALIZAÇÃO GERAL DE 24 HORAS NESTA SEGUNDA FEIRA


AO 1º (PRIMEIRO) DE ABRIL DO ANO DE 2011 (DOIS MIL E ONZE), EFETUANDO A PRIMEIRA CONVOCAÇÃO ÀS 15:30 HORAS PARA A MAIORIA DOS SÓCIOS, INICIADA APÓS A SEGUNDA CONVOCAÇÃO REALIZADA ÀS 16:00 HORAS COM OS SÓCIOS PRESENTES, CONVOCADA PARA DECIDIR E DELIBERAR SOBRE AS NEGOCIAÇÕES DO ACORDO COLETIVO 2010, TRATOU-SE DO TEOR DO OFÍCIO SERES Nº 393/2010, DE 22 DE JUNHO DE 2010 E DECIDIU SOBRE O DOCUMENTO APRESENTADO DA NEGOCIAÇÃO DA ADEQUAÇÃO DA CARGA HORÁRIA PELOS VENCIMENTOS E ISONOMIA, BEM COMO A CONTINUIDADE DAS REMUNERAÇÕES CONSEGUIDAS NO ACORDO COLETIVO DE 2010, OU SEJA PJES ATÉ JUNHO DE 2011. SERÃO TRATADOS OS ITENS DO DOCUMENTO NAS QUESTÕES DA EFETIVAÇÃO DO TERMO SERVIDOR POLICIAL CIVIL EM JUNHO DE 2011, AS DISCUSSÕES DA DATA DA REUNIÃO EM ABRIL DE 2011, AS DISCUSSÕES DA COMISSÃO DE TRABALHO, SINTESE DE ATRIBUIÇÕES, CARGA HORÁRIA E ISONOMIA. FOI AVALIADO O DOCUMENTO QUE FOI APRESENTADO PELA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO ATRAVÉS DO OFÍCIO SEPRI/SERESº Nº 001/2011. SENDO TAMBÉM TRATADA A QUESTÃO DO ACORDO COLETIVO DE 2011. A ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA NO DIA DE HOJE (01.04.2011) CUMPRINDO EXIGÊNCIAS DO EDITAL DE CONVOCAÇÃO E DO ESTATUTO, ANALISOU, DISCUTIU, DECIDIU, DELIBERANDO E RATIFICANDO APÓS VOTAÇÃO POR MAIORIA DOS PRESENTES QUE DEVE SE FAZER MOBILIZAÇÕES, E BUSCAR MEIOS DE NEGOCIAÇÕES ATÉ JUNHO DE 2011. A ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DELIBEROU PARALIZAÇÃO GERAL DE 24 HORAS NA SEGUNDA–FEIRA (04 DE ABRIL DE 2011), ONDE SERÃO FEITAS MOBILIZAÇÕES COM MAIORES IMPLICAÇÕES GRADATIVAMENTE. DELIBEROU-SE NOVA ASSEMBLÉIA GERAL NO DIA 07 DE ABRIL DE 2011 FRENTE A SERES, ÀS 14:00 Hs PARA DELIBERAÇÕES DIVERSAS. O ENCAMINHAMENTO DA PROPOSTA DO OFÍCIO SEPRI/SERESº Nº 001/2011, NÃO FOI ACEITA PELA CATEGORIA, PELO NÃO CUMPRIMENTO DO PRAZO DO ACORDO. O QUE MOSTRA PROFUNDA INSATIFAÇÃO DA CATEGORIA. A QUAL AGUARDA NOVOS ENCAMINHAMENTOS E PROPOSTAS DO GOVERNO NA REUNIÃO DO DIA 06.04.2011, SUGERIDA NO CITADO OFÍCIO. A ASSEMBLÉIA GERAL DECIDIU QUE SERÃO MANTIDOS SÓ OS SERVIÇOS ESSENCIAIS: 1. CUMPRIMENTO DE ALVARÁ DE SOLTURA; 2. MANDADO DE PRISÃO E RECOLHIMENTO; 3. SOCORROS E EMERGÊNCIAS, SENDO MANTIDO 30% DO EFETIVO AGENTES PENITENCIÁRIOS NO ESQUEMA DE RODÍZIO, DEVENDO PERMANECER TODOS OS SERVIDORES NA PERMANÊNCIA DA UNIDADE PRISIONAL E OS DA SERES NO PÁTIO.

Policiais leiam esse texto com muita atenção. A Lei de Tortura e a Complexidade da Atividade Policial * Cláudio Cassimiro Dias - Especialista em Criminologia Objetivo: Esse texto tem o objetivo de trazer uma reflexão acerca da Lei do Crime de Tortura e a Atividade Policial diante das condenações e implicações da severidade do texto normativo que prevê dentro as sanções, a perda da função pública, e no caso dos militares, a perda da Graduação ou Posto. Esse Artigo tem a pretensão, não de criticar ou apontar falhas na aplicação da Lei, mas, demonstrar peculiaridades da atividade policial, controvérsias entre a aplicação da Lei do Crime de Tortura, quando muitas das vezes, o crime praticado, é o de Lesão Corporal, Abuso de Autoridade ou Constrangimento Ilegal. Outra abordagem aqui apontada é a competência da Justiça Militar, que deveria ser a única competente para julgar perda de Posto ou Graduação de Policiais Militares. Não esgota o assunto, nem direciona um ou outro aspecto para um ou outro segmento, pois o interesse é coletivo. Com o advento da Lei que prevê o Crime de Tortura, os policiais, encarregados de fazer cumprir a lei, estão diante de uma situação inusitada, posto que a lei prevê a perda da função pública, e no caso do militar estadual, a perda concomitante da Graduação ou Posto Militares. Na realidade, a Lei de Tortura traz em seu bojo a previsão da perda da função pública, como parte integrante de sentença condenatória transitada em julgado, ou seja, o policial que for condenado pela prática do Crime de Tortura, sofrerá a sanção da perda da Graduação ou Posto que ocupa nos órgãos de Segurança Pública. A prática do Crime de Tortura está prevista na legislação, portanto, as sanções devem ser aplicadas na medida legal. O que nos preocupa, e muito, é a interpretação que está sendo dada, no caso da atividade policial, a casos que não se enquadram, em hipótese alguma, à prática do Crime de Tortura. Ou seja, muitas das vezes o policial tem de utilizar força física para dominar ou mesmo prender algum autor de delito, e nessa ação acaba por causar alguma lesão à integridade física do delinqüente, ou pessoa que seja autor de crime, ou ainda mesmo alguma pessoa que, porventura a polícia tenha de agir em detrimento a sua liberdade individual, em favor do bem coletivo. Um policial que usa de força física para prender alguém, jamais poderia ser indiciado no Crime de Tortura, posto que sua ação é legítima e pautada de legalidade e pelo dever poder de agir garantido e previsto na Constituição Federal e nos dispositivos normativos concernentes. Os policiais, no exercício de suas funções, e em inúmeras circunstâncias necessitam utilizar a força física moderada, e em outras ocorrências têm a necessidade de utilizar a força física em um grau mais avançado, como previsto, nas Convenções Internacionais e de Direitos Humanos, e nos Manuais de Técnicas Policiais, como por exemplo, o uso progressivo da força, ou seja, o policial inicia o uso da força de acordo com a necessidade mínima, e tal força pode chegar ao uso da força letal, com emprego de arma de fogo. O texto da Lei de Tortura parece injusto e pouco comedido, ao prever a perda da graduação e da função pública ao servidor que se enquadrar no respectivo crime. Tal afirmativa se dá em virtude da ação policial versus o Crime de Tortura, qual seja, o policial geralmente não tem nem noção que está praticando o Crime de Tortura ao prender um agente de assalto, por exemplo, e diante da resistência, ter de algemá-lo, ou dominá-lo, e em virtude dessa ação causar uma lesão no indivíduo suspeito. Para complicar um pouco a situação, muitos casos, que seriam lesão corporal, abuso de autoridade, constrangimento ilegal, ou mesmo, objeto de Sindicância ou Procedimento Administrativo, são levados a Justiça e ocorre o Oferecimento e Recebimento da Denúncia no Crime de Tortura. (Aí, está o perigo e a analogia que se faz da lei com um monstro). Nos quartéis e delegacias os policiais estão temerosos em trabalhar, e no exercício de suas funções, ter a infelicidade de ser indiciado no Crime de Tortura. Para que se perceba a monstruosidade da Lei do Crime de Tortura, se o policial matar alguém em ação legítima, em tese, não perde a função e a Graduação ou Posto, posto que o Código Penal no artigo 121, não prevê perda da função pública no texto normativo. Tal também deveria ocorrer com a Lei de Tortura, uma vez que o exercício da função policial é muito delicado e diferente de todas as outras competências do Estado. É o policial que coloca em risco a própria vida para proteger a sociedade, que enfrenta o bandido "de frente", e muitas das vezes é ferido e morre em ações policiais. Outrossim, uma coisa é a sentença judicial aplicada ao policial que incorre no Crime de Tortura, outra coisa é a profissão que exerce, e que tem como fonte de sustento da família. Vem a tona ainda a questão do bis in idem, que pune severamente, no caso do servidor público, mais de duas vezes pelo mesmo fato, quais sejam, o policial recebe uma condenação por Crime de Tortura, quando na realidade o que ocorreu, na maioria das vezes, é um crime de Lesão Corporal, perde a função pública, e no caso dos policiais militares, ainda perdem a Graduação e o Posto que ocupam nas Corporações Militares. A perda da Graduação deveria ser de competência da Justiça Militar, quando houvesse uma condenação a Policial no exercício da função, pois, apesar do Crime de Tortura ser julgado pela Justiça Comum, o policial quando incorre no Crime de Tortura está no exercício de suas funções, então nada mais justo que a apreciação se o policial tem ou não condições de permanecer nas fileiras da Corporação, seja feita pela Justiça Militar nos casos dos policiais militares, e por um colegiado, em 1ª Instância criado com a finalidade de apreciar a perda da função pública, nos casos que envolvam policiais civis ou outros servidores públicos. Muitos policiais estão perdendo suas funções, postos e graduações pela interpretação, muita vez, equivocada, da ação policial no local da ocorrência. O Ministério Público com o respeito vestibular e merecido que lhe acompanha, deve ter cautela ao oferecer denúncia no Crime de Tortura, em virtude da pecha de oferecer injustamente, quando o objeto da apuração seja, por exemplo, uma lesão corporal ou um suposto abuso de autoridade.. Tais crimes possuem também uma apenação severa ao servidor público, pela própria previsão legal de agravamento da pena, e na maioria das vezes, a ação se enquadra no Tipo Penal desses Crimes, e não no Crime de Tortura, que tem ceifado planos de um futuro promissor de policiais, e macula de sofrimento e morte, a família desses valorosos policiais, que infelizmente estão perdendo suas funções, devido a previsão da lei. Faz-se necessária uma mudança da Lei no que concerne a perda da função pública, graduação ou posto, e uma melhor observância por parte do Ministério Público e Magistrados na apreciação dos processos que envolvam a acusação da prática do Crime de Tortura, para que se houver a condenação de policiais em tal crime, que essa seja a mais justa possível, e que não reste dúvidas que o fato ocorrido, não seria caso de enquadramento em outro dispositivo legal, ou seja, outro Tipo Penal. Enquanto o Legislativo não modifica o texto da Lei, no que concerne a perda da função pública, ou mesmo que preveja situações específicas, como quantum da condenação, agravantes, qualificadoras, etc., cabe aos policiais se acautelarem e pautar suas ações nos princípios da Legalidade, outros princípios constitucionais, e observância total nos Manuais de Práticas Policiais, para que não se vejam as "barras da Justiça", e com o futuro comprometido e ameaçado por uma Lei que prevê, dentre outras sanções, a perda da função, graduação ou posto, e conseqüentemente, a perda do salário: o sustento de sua família. * CLÁUDIO CASSIMIRO DIAS, CABO PM, Poeta e Escritor, Especialista em Criminologia, Bacharel em Direito, Graduado em História, Ex-Diretor Jurídico do Centro Social de Cabos e Soldados da PM e BM de Minas Gerais, Membro da Equipe Juridica da ASCOBOM, Acadêmico Efetivo Curricular da Academia de Letras João Guimarães Rosa da Polícia Militar de Minas Gerais. Representante dos Militares da Ativa no Conselho de Previdência do Estado de Minas Gerais(CEPREV), Pesquisador da História Militar. Palestrante.