Follow by Email

quarta-feira, 1 de junho de 2011

O QUE A NOTA DO COMANDO GERAL NÃO MOSTRA, A ASSPE EXPLICA COM DETALHES. ASSPE - Associação do policiais e bombeiros militares de pernambuco informa: Parece repetitivo, mas não é. Muitos Companheiros Policiais e Bombeiros Militares de Pernambuco AINDA NÃO NOTARAM AS PERDAS COM ESTA PROPOSTA DO GOVERNO. Vou tentar esclarecer o por que AS ENTIDADAES NÃO CONCORDAM com esta política salarial. Passamos a expor: ESCALONAMENTO VERTICAL O QUE É? É um percentual que cada Militar recebe como soldo, baseado no soldo do Coronel. O SOLDO dos Militares de Pernambuco tem como base, para determinar o soldo dos demais Militares, o Soldo do Coronel. Isto é o escalonamento vertical. A lei ATUAL assim determina. Por iniciativa do governo, na Assembléia Legislativa, Esta lei foi modificada E NOVOS PERCENTUAIS SERÃO APLICADOS a partir de JULHO DE 2011 A JUNHO DE 2014. Veja como é o escalonamento nos dias atuais e como ficará. QUEBRA DO ESCALONAMENTO VERTICAL. PERCENTUAIS ANTES E DEPOIS DA MUDANÇA: ANTES E AGORA (2011). Coronel - 100% Coronel - 100% Tenente-coronel de 92,56% para 84,59% Major de 81,69% para 68,60% Capitão de 69,54% para 57,25% 1º Tenente de 57,33% para 50,03% 2º Tenente de 52,07% para 44,87% Subtenente de 44,01% para 39,44% 1º Sargento de 40,41% para 34,04% 2º Sargento de 35,98% para 29,40% 3º Sargento de 34,11% para 25,27% Cabo de 22,26% para 21,66% Soldado de 21,86% para 19,48% QUANTO CADA UM PERDE COM A QUEBRA DO ESCALONAMENTO VERTICAL? (Exceto os Coronéis). CORONEL: Recebe 100% do soldo. Com a mudança na lei continuará recebendo 100%. Diferença em R$ 0,00, ou seja, NÃO PERDE NADA. TENENTE-CORONEL: Atualmente recebe 92,56% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 84,59%, MENOS 7,97%. PERDA de R$ 695,38 MAJOR: Atualmente recebe 81,69% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 68,60%, MENOS 13,09%. PERDA de R$ 1.142,10. CAPITÃO: Atualmente recebe 69,54% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 57,25%. MENOS 12,29%. PERDA de R$ 1.072,31. 1º TENENTE: Atualmente recebe 57,33% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 50,03%. MENOS 7,30%. PERDA de R$ 636,93. 2º TENENTE: Atualmente recebe 52,07% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 44,87%. MENOS 7,20%. PERDA de R$ 628,20. SUBTENENTE: Atualmente recebe 44,11% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 39,44%. MENOS 4,91%. PERDA de R$ 428,40. 1º SARGENTO: Atualmente recebe 40,41% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 34,04%. MENOS 6,37%. PERDA de R$ 555,78. 2º SARGENTO: Atualmente recebe 35,98% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 29,40%. MENOS 6,58%. PERDA de R$ 574,10. 3º SARGENTO: Atualmente recebe 34,11% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 25,27%. MENOS 8,84%. PERDA de R$ 771,30. CABO: Atualmente recebe 22,26% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 21,66%. MENOS 0,60%. PERDA de R$ 52,35. SOLDADO: Atualmente recebe 21,86% do soldo do Coronel. Com a mudança na lei passará a receber 19,48%. MENOS 2,38%. PERDA de R$ 207,65. Esses valores são correspondentes a 2011. Para 2014 a soma das perdas aumenta ainda mais. VEJA SE ASSIM FICA MAIS CLARO: SE O ESCALONAMENTO NÃO FOSSE QUEBRADO VEJA COMO SERIA O SEU SOLDO. CORONEL: R$ 8.725,00 (Base para os demais soldos). NÃO PERDEU!! TENENTE-CORONEL: R$ 8.075,86 E NÃO R$ 7.380,48 (Perda R$ 695,38 ) MAJOR: R$ 7.127,45 E NÃO R$ 5.985,00;( Perda R$ 1.142,10) CAPITÃO: R$ 6.067,36 E NÃO R$ 4.995,00; (Perda R$ 1.072,31) 1º TENENTE: R$ 5.002,04 E NÃO R$ 4.365,00; (Perda R$ 636,93) 2º TENENTE: R$ 4.543,10 E NÃO R$ 3.915,00; (Perda R$ 628,20) SUBTENENTE: R$ 3.848,59 E NÃO R$ 3.420,00; (Perda R$ 428,40) 1º SARGENTO: R$ 3.525,77 E NÃO R$ 2.970,00; (Perda R$ 555,78) 2º SARGENTO: R$ 3.139,25 E NÃO R$ 2.565,00; (Perda R$ 574,10) 3º SARGENTO: R$ 2.976,09 E NÃO R$ 2.205,00; (Perda R$ 771,30) CABO: R$ 1.942,18 E NÃO R$ 1.890,00; (Perda R$ 52,35) SOLDADO: R$ 1.907,28 E NÃO R$ 1.700,00. (Perda R$ 207,65). GRATIFICAÇÃO DO RISCO DE VIDA EM 2014. Com o que perdemos com a quebra do escalonamento vertical, a gratificação de risco de vida saiu do próprio soldo, ou seja, quem estará pagando a gratificação de risco de vida seremos nós mesmos. Veja este exemplo: Em 2014 o Soldado terá a gratificação de risco de vida de R$ 500,00. (veja tabela nas postagens abaixo e compare). O soldo do Coronel será, em 2014, R$13.160,95. SE O ESCALONAMENTO VERTICAL fosse mantido o soldo do Soldado seria R$ 2.876,98. Com a quebra do escalonamento, o soldo ficou em R$ 2.319,88. Uma diferença de R$ 557,10 para menos. O risco de vida será de R$ 500,00, ou seja, será pago com o que tirado do próprio soldo. Os demais Postos e Graduações a matemática é a mesma. PERDA DA PROMOÇÃO NA RESERVA. Quando o Coronel José Lopes era o Comandante geral, este assunto foi bastante discutido e REJEITADO pelas associações. Entendemos que a promoção na passagem para a inatividade é um direito nosso e não tinha sentido colocar em discussão. COM A MUDANÇA DA LEI EGORA EM 2011. Não acabaram com a promoção, mas anularam os seus efeitos. Veja este exemplo: Em 2014, ao passar para a inatividade o Militar só terá direito ao SOLDO. Observe que o soldo mais a gratificação do risco de vida do Posto ou graduação inferior É JUSTAMENTE O VALOR DO SOLDO imediatamente superior. Vejamos: Partindo do ponto de vista que todos os Soldados serão Cabos na ativa, serão Sargentos na reserva (em tese). Em 2014 o soldo do Cabo será de R$ 2.819,88 mais a gratificação do risco de R$ 548,92, totalizando R$ 3.368,80 (CABO DA ATIVA -VALORES BRUTO SEM DESCONTOS). O Soldo do Terceiro SARGENTO NA RESERVA será de R$ 3.368,80. PEGADINHA SEM GRAÇA. Entendeu agora? O SOLDO do TERCEIRO SARGENTO NA RESERVA será exatamente OS VENCIMENTOS do Cabo na ativa. Promove, mas não tem repercussão financeira nenhuma. Vai para a reserva com o que ganhava na ativa, mas é o mesmo que acabar com a promoção ou eliminar os seus efeitos. É apenas “colar” estrela ou divisas e não modificar a situação financeira. Do Tenente-coronel ao Soldado a situação é idêntica. ISSO DO TENENTE-CORONEL AO SOLDADO. DESTAQUE: Os únicos que levam realmente a gratificação do Risco de vida são os Coronéis como verba compansatória. Enquanto os demais ficam apenas com o Soldo, os Coronéis levam para a reserva o soldo mais a gratificação do risco de vida. MAIS PERDAS: Aos mais antigos, além de perderem de fato a promoção, ainda perdem os quinquênios (gratificação por tempo de serviço). Para se ter uma idéia, tomando como base o soldo do Terceiro Sargento, na média de dois quinquênios, a perda é a seguinte: Soldo R$ 3.368,80 (ATENÇÃO: em 2014). Dois quinquênios R$ 336,88 (o governo cortou). Isso significa que dos R$ 3.368,80, R$ 336,88 saiu do próprio salário, então na real o soldo (para alguns será ainda pior) deveria ser de R$ 3.705,68. Os demais Postos e Graduações também terão a mesma perda, respeitadas as proporções do tempo de serviço de cada um. TRADUZINDO: Cortaram direitos, eliminaram os efeitos da promoção e continuará a diferença entre ativos, inativos e pensionistas. Em 2014 OS VENCIMENTOS (bruto) do Soldado será de R$ 2.819,88. Apenas com o desconto de 13.5% do funafim (R$ 380,68) , a média em 2014 será de 2.439,19. Aqui será alcançado pelo o imposto de renda e o desconto serámaior. Ainda descontará C.A.S, clube, associação, Sismepe na medida de 1% para cada dependente (Esposa, filhos...). Sobra mais ou menos R$ 2.300,00 (média geral). VOCÊ TEM O DIREITO DE SABER E NÓS O DEVER DE INFORMAR. Por esses e outros motivos é que conclamamos os senhores a participarem da movimentação permanente com o objetivo de modificarmos essas discrepâncias. Que os Coronéis permaneçam com esses valores, MAS QUE O ESCALONAMENTO VERTICAL SEJA REIMPLANTADO E RESPEITADO IMEDIATAMENTE. TRATAMENTO IGUAL ENTRE ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS. Fontes: http://sgtarnaldolimape.blogspot.com/2011/05/o-que-nota-do-comando-geral-nao-mostra.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário