Follow by Email

quinta-feira, 16 de junho de 2011

PSDB comemora elogio de Dilma a FHC



A mensagem foi enviada por Dilma por ocasião dos 80 anos de FHC. Na última sexta-feira, durante evento em homenagem ao tucano, a carta foi entregue a ele pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim.

"É uma carta de conteúdo democrático e republicano na qual a presidente, apesar das divergências políticas e partidárias, reconheceu os méritos de Fernando Henrique Cardoso, sua habilidade política e seu êxito no combate à inflação", afirmou o líder do PSDB na Câmara, deputado Duarte Nogueira (SP).

No texto, cuja íntegra foi publicado em um site que comemora o aniversário de 80 anos, Dilma afirma que FHC, durante sua trajetória, se destacou como "acadêmico inovador", "político habilidoso" e "ministro-arquiteto de um plano duradouro de saída da hiperinflação".

A presidente destacou também "o espírito do jovem que lutou pelos seus ideais, que perduram até os dias de hoje", em referência ao papel de FHC na consolidação do regime democrático.

"Esse espírito, no homem público, traduziu-se na crença do diálogo como força motriz da política e foi essencial para a consolidação da democracia brasileira em seus oito anos de mandato", escreveu a presidente. "Fernando Henrique foi o primeiro presidente eleito desde Juscelino Kubitschek a dar posse a um sucessor oposicionista igualmente eleito", acrescentou. "Não escondo que nos últimos anos tivemos e mantemos opiniões diferentes, mas, justamente por isso, maior é minha admiração por sua abertura ao confronto franco e respeitoso de ideias."

Para Edson Aparecido, secretário estadual do Desenvolvimento Metropolitano e vice-presidente nacional do PSDB, a carta é "um fato da maior relevância". "A presidente mostra estatura e dignidade ao reconhecer o papel que Fernando Henrique teve para o Brasil."

"Herança maldita". Tanto Aparecido quanto Duarte Nogueira apontaram uma inflexão de Dilma em relação ao comportamento de seu antecessor direto, Luiz Inácio Lula da Silva.

"A herança maldita que Lula tanto propagou não faz parte do vocabulário da presidente", disse o líder tucano na Câmara. "É um reconhecimento que o governo Lula e o PT não fizeram", afirmou o secretário. Duarte Nogueira contou ter ouvido de adversários a avaliação de que a manifestação de Dilma foi mais enfática que as feitas pelos próprios tucanos. "É despeito por ela ter sido tão elegante, coisa que o Lula não foi", ironizou.

No site fhc80anos.com.br há outros depoimentos de personalidades do mundo político, jurídico e cultural. "A passagem do tempo só ampliou minha admiração pelo democrata que pensou o Brasil com os olhos fitos no Brasil e no futuro", afirmou a ministra Ellen Gracie, do Supremo Tribunal Federal (STF). "O presidente Cardoso é um dos líderes mais impressionantes com quem trabalhei durante meu governo, e nos tornamos bons amigos", disse o ex-presidente norte-americano Bill Clinton. (Agência Estado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário